Rio de Janeiro e Lisboa são os destinos mais procurados para o feriado de 15 de novembro

14

São Paulo e Lisboa os mais vendidos no terceiro trimestre 

A Associação Brasileira das Agências de Viagem (ABAV Nacional) realizou nos últimos dias o levantamento de amostragem com seus associados em todo o Brasil sobre o desempenho do terceiro trimestre de 2022.  A grande maioria dos respondentes, 81%, são agentes de viagens, no total há também operadores, consolidadores, receptivos, agências corporativas, entre outros.

Para o feriado prolongado do dia 15 de novembro, Proclamação da República, os destinos nacionais mais procurados foram Rio de Janeiro, Gramado, Fortaleza, Porto de Galinhas. Foz do Iguaçu, Natal e São Paulo ficaram empatados em quinto lugar.

Já entre os destinos internacionais mais procurados para este feriado estão Lisboa, Buenos Aires, Miami, Paris e Chile. Punta Cana, Londres e Orlando ficaram empatados em quinto lugar.

São Paulo continua na liderança de destino nacional mais vendido desde o trimestre anterior. Na sequência estão Gramado, Fortaleza, Rio de Janeiro, Maceió, Brasília e Porto de Galinhas.

Portugal também segue na liderança de países internacionais mais vendidos, seguido por Estados Unidos, Itália, Argentina e França.

Sobre as cidades internacionais mais vendidas, a sequência fica Lisboa, Paris, Miami, Nova Iorque e Buenos Aires.

Para a temporada de férias de julho, os destinos nacionais mais procurados foram: Fortaleza, Gramado, Maceió, Rio de Janeiro e São Paulo. E os destinos internacionais mais procurados para o mesmo período foram: Lisboa, Orlando e Paris, Miami e Buenos Aires.

Neste terceiro trimestre, 43,3% das agências tiveram um faturamento 50% maior e 18,9% alegaram ter tido um faturamento 25% maior em comparação com o mesmo período do ano anterior.

30% dos respondentes tiveram volume de vendas de 60% para nacional e 40% internacional, 27,8% respondeu que as vendas foram 100% nacionais e 26,7% que o faturamento se baseou em 40% nacional e 60% internacional.

Sobre os maiores desafios do período a alta de preço das passagens aéreas foi apontado por 88.9% dos respondentes e entre 31,9% deles a solução encontrada foi a alteração de destinos, enquanto que para 21,1% a solução foi a alteração de datas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui