Robinho e Diego outra vez juntos, mas agora na Seleção Brasileira

0
983

Brasil e Colômbia entram em campo nesta quarta (25), no Estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro, para realizarem uma partida amistosa, em solidariedade aos familiares das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense. Mas o Jogo da Amizade vai além da iniciativa entre as seleções. Após nove anos, Diego e Robinho (foto acima) se reencontram no ambiente da Seleção Brasileira e festejam a oportunidade de poder reeditar a parceria dentro de campo vestindo a Amarelinha.

“É uma oportunidade sensacional, né! (sic) Estar na Seleção é prazeroso, na companhia dele então é ainda mais. Vivemos excelentes momentos no Santos, nos encontramos várias vezes fora dos gramados. Mas ter essa oportunidade de atuar ao lado dele vestindo a camisa do Brasil, realmente é um grande presente de Deus”, afirmou o meio campista do Flamengo.

Campeões brasileiros com o Santos em 2002, a dupla de atacantes esteve em campo pela última vez com a camisa da Seleção Brasileira em 2008. Na ocasião, Brasil e Bolívia se enfrentavam pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da África do Sul, e o placar ficou no zero a zero. Nesta quarta, o palco será o mesmo da última memória, juntos, dentro de campo pelo Brasil. Mas para Robinho, o gostinho da parceria é ainda melhor dessa vez.

“É muito bom estar aqui com o Diego e participando dessa causa solidária. Um amigo sempre gosta de ver o outro bem e o Diego está jogando muito bem no Flamengo. E a nossa primeira convocação (para Seleção) foi junto, e agora a gente está voltando numa partida por uma causa importante é muito bom. Sempre vamos ficar um feliz pelo outro”.

Não é só a possível parceria dentro de campo que motiva os jogadores. Com 31 anos, o meio-campista do Flamengo entrou em campo com a Amarelinha em 28 oportunidades, balançando as redes duas vezes. Agora, com uma bagagem maior profissional e vindo de uma boa temporada com a camisa do rubro-negro carioca, Diego está honrado em poder vestir, novamente, a camisa da Seleção e ser comandado pelo técnico Tite.

Imagem relacionada

“É um objetivo que eu tinha em mente desde quando voltei ao Brasil e, graças ao trabalho coletivo bem feito que temos feito no Flamengo, isso foi possível. Estou tentando aproveitar cada momento aqui. Já tinha comentado com ele (Tite) o quanto o admiro como profissional e como ser humano. E quando eu cheguei pra ser comandado por ele, só pude comprovar o que já pensava sobre o Tite. Portanto, pra mim tem sido um grande prazer ser dirigido por ele”, disse Diego.

Mais experiente entre os convocados, Robinho possui 97 partidas com a Seleção e deixou sua marca 30 vezes na meta adversária, o atacante do Atlético-MG sente “como se fosse a primeira vez” que está vestindo a camisa da Seleção Brasileira e declarou sua admiração por Tite.

“Como se fosse a primeira vez… (risos) Vestir a camisa da Seleção pela primeira vez com o professor Tite, é a mesma sensação que eu tive quando vesti realmente pela primeira vez. Me sinto muito motivado e orgulhoso por estar recebendo orientações dele (Tite)”, assinala Robinho.

O ex-santista não podia estar mais feliz em comemorar seu aniversário, o atacante completa 33 anos nesta quarta (25), vestindo a camisa amarelinha dentro de campo e coroando a ótima temporada pelo Atlético-MG. “O jogo coincidiu com a data do meu aniversário, e poder passar essa data fazendo aquilo que eu mais gosto, que é jogar futebol e ainda com caráter solidário, é maravilhoso”.

Diego também aproveitou para reforçar o motivo da partida entre Brasil e Colômbia e disse estar feliz em poder fazer parte de um jogo em que o objetivo é ajudar e trazer alegria para as famílias das vítimas de Chapecó.

– Temos que aproveitar esta oportunidade da melhor maneira possível para podermos ajudar todos os envolvidos neste trágico acidente. Entraremos em campo e daremos o nosso melhor para vencer. Mas o placar que mais interessa é o da arrecadação e esperamos que ele seja significativo para estas famílias, guerreiras que merecem todo nosso carinho e respeito.

O Jogo da Amizade será realizado nesta quarta-feira (25), no Estádio Nilton Santos, às 21h45. Toda a renda líquida da partida será repassada à Associação Chapecoense de Futebol, que a utilizará integralmente para indenizar os familiares dos jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes, vítimas da queda do avião que levava o time para disputar a partida final da Copa Sul-Americana, na Colômbia. A partida será transmitida ao vivo pela página oficial da CBF no Facebook.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação