Rússia dispara noventa mísseis contra a Ucrânia e danifica quinze estações de energia

24

Tropas russas eliminaram cerca de 1.400 militares

Mais de 90 mísseis foram disparados pela Rússia contra a Ucrânia apenas nesta terça-feira (15), danificando aproximadamente 15 instalações da infraestrutura de energia do país. As informações foram confirmadas por Kirill Tymoshenko, vice-chefe do escritório de Vladimir Zelensky, presidente da Ucrânia.

Segundo Tymoshenko, após os disparos no território da Ucrânia, “cerca de 15 instalações de energia foram danificadas, 15 instalações em diferentes regiões”.

Ele explicou que, em razão do ataque russo, apagões foram registrados em cidades e regiões como Kiev, Vinnitsa, Dnepropetrovsk, Zhitomir, Lvov, Sumy, Carcóvia, Khmelnitsky, Cherkassy e Chernovtsy, entre outras.
A Rússia alvejou a infraestrutura de energia ucraniana em uma ofensiva de mísseis “massiva” , disseram as autoridades ucranianas. O ataque ocorreu menos de um dia depois que Zelensky estabeleceu condições para negociações de paz com a Rússia que Moscou chamou de “irrealistas e inadequadas”.
Ainda nesta terça-feira (15), o Ministério da Defesa da Rússia informou que, em decorrência da batalha para libertar a área de Pavlovka, as tropas russas eliminaram até 1.400 militares, dois jatos Su-25 e um helicóptero Mi-8 da Ucrânia.

O confronto resultou na destruição de seis peças de artilharia, sendo duas delas obuseiros M777 de fabricação norte-americana, mais de 25 veículos multifuncionais e 28 drones das tropas ucranianas.

(Agência Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui