Rússia volta a bombardear resistência síria após ataque dos EUA

0
612

Pelo menos 15 pessoas morreram neste sábado (08) em um bombardeio realizado por aviões russos na cidade síria de Urum al Yauz, na província de Idlib, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. A ONG disse ainda que há feridos em estado grave, mas não especificou quantos foram atingidos, o que poderia aumentar o número de mortos neste ataque.

Em outro ataque efetuado hoje por aviões não identificados, uma mulher morreu e um homem ficou ferido na cidade de Khan Sheikhoun, também na província de Idlib, que foi alvo de um suposto ataque químico na última terça-feira.

Estes são os primeiro bombardeios em Idlib após o ataque de mísseis realizado pelos Estados Unidos contra uma base aérea síria nas primeiras horas de sexta-feira.

Os EUA atacaram a base aérea de Shayrat, a segunda mais importante das forças governamentais sírias, em represália ao suposto ataque químico realizada na terça-feira em Khan Sheikhoun, no qual pelo menos 87 pessoas morreram, segundo o Observatório.

A oposição síria e vários países, incluindo EUA, França e Reino Unido, acusaram o governo do presidente Bashar al-Assad de ter usado armas químicas no ataque.

As autoridades de Damasco reconheceram ter realizado o bombardeio na terça-feira passada em Khan Sheikhoun, mas negaram categoricamente o uso de armas químicas.

(Agência EFE)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação