Sagrima lança um biofertilizante para estimular a produção nos agropolos agrícolas

0
727

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) lançou nesta sexta-feira (06), em São José de Ribamar, um biofertilizante, denominado de Verdão, que será utilizado nas Unidades de Referência de Produção (URPs) dos agropolos, como mais um incentivo para o aumento da produtividade rural. No evento, o secretário  Márcio Honaiser apresentou os principais resultados já obtidos em menos de um ano de trabalho no Agropolo da Ilha, quer serve como piloto para os demais a serem implantados no estado.

Segundo ele, as 40 URPs do agropolo produzem, atualmente, 150,6 toneladas de hortifrútis, como maxixe, quiabo, limão, macaxeira, cupuaçu, manga, maracujá, mamão, pepino e banana, além de 359.300 espigas de milho e milhares de maços de coentro, vinagreira, alface, couve e cebolinha.
De acordo com o Honaiser, o programa dos agropolos contribui para a substituição das importações desses produtos. “Já percebemos aqui bons números de produção de frutas e hortaliças, que já estão sendo comercializadas em supermercados e, em breve, para os IEMAS e restaurantes populares, inserindo nossos pequenos produtores no agronegócio e, gradativamente, diminuindo a aquisição de hortifrutis de outros estados, gerando mais produção, emprego e renda para os maranhenses”, disse.

Para ele, a oferta do biofertilizante, aliada a outros insumos, como sementes, e à assistência técnica, vem gerando esses efeitos positivos. “Já temos excelentes resultados nessa etapa inicial e a tendência é melhorar ainda mais, pois teremos centro de produção de mudas, com capacidade para 1 milhão de mudas por mês e a fábrica de biofertilizante, para produzir dez mil litros por mês e o minhocário”.

Composto de adubos orgânicos, como esterco bovino e de frango, vegetais diversos, como bananeira e cana de açúcar, rapadura e aceleradores biológicos de compostagem, o Verdão deixa as frutas mais robustas, suculentas e atraentes e as hortaliças com verde mais vivo e surgiu da necessidade de uma solução de baixo custo e alta rentabilidade para recuperação de solos desgastados.

“São produtos naturais de onde se pode extrair o NPK e os aminoácidos para fortalecer e nutrir as plantas. Esses vários nutrientes em um produto líquido altamente concentrado gerou uma grande aceitação por parte dos produtores do agropolo, que usam especialmente no período do inverno, já que, diferente dos biofertilizantes sólidos, ele é facilmente absorvido e não é levado pela chuva”, explica Alonso Chagas, um dos técnicos da Sagrima responsáveis pelo desenvolvimento do composto.

Além disso, com o uso contínuo do Verdão, é possível obter produtos agrícolas mais saudáveis, manter o equilíbrio da natureza, preservando a fauna e os mananciais de águas e aumentar a resistência da planta contra a ocorrência de pragas. Artenhes dos Santos, agricultor em uma das URPs da Raposa, está bastante satisfeito com o resultado do uso de biofertilizante em suas hortaliças“Aqui nós aplicamos uma vez por semana e dá pra ver muita diferença na qualidade da produção desde que começamos a usar. As folhas ficam mais verdes e crescem mais rápido”, disse.

No programa de Agropolos, o objetivo é distribuir uma média de 10mil litros/mês de biofertilizante às 40 URPs do Agropolo da Ilha, localizadas nos quatro municípios (São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar). Essas unidades vêm alcançando bons resultados de produção de frutas e hortaliças, que já são comercializadas, por intermédio de iniciativas governamentais. Hoje, esses produtos já abastecem dois grandes supermercados da capital e em breve serão oferecidos também nos Restaurantes Populares e nos IEMAs, por meio de pessoas jurídicas, diminuindo a dependência dos atravessadores e contribuindo para a arrecadação do estado.

De acordo com o secretário de Agricultura de São José de Ribamar, Pedro Oscar Melo, a parceria entre Sagrima, prefeituras e produtores tem feito os agropolos darem certo. “O trabalho em equipe tem dados frutos muito bons; com a dedicação dos nossos produtores e essa parceria, o agropolo da Ilha será exemplo para o estado”, frisou.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação