Sampaio, Avaí, Coritiba e Vila Nova vencem e avançam à terceira fase da Copa do Brasil

0
542

Com os quatro jogos desta quinta-feira (22), a terceira fase da Copa do Brasil está definida. Avaí, Coritiba, Sampaio Corrêa e Vila Nova garantiram as últimas quatro vagas da próxima fase do torneio nacional.

No Parque do Sabiá, em Curitiba (PR), o Coritiba foi o primeiro a assustar, aos 12 minutos, em falta cobrada por Julio Rush que parou no travessão. Aos 17, o Uberlândia respondeu e Cesinha obrigou o goleiro Wilson a fazer grande defesa. Aos 30 minutos, o Coxa contou com gol contra de Rafael Estevam e foi para o intervalo com a vitória parcial de 1 a 0. Na etapa final, Julio Rush fez o dele e definiu a vitória paranaense por 2 a 0. Próximo adversário do Coritiba na competição será o Goiás.

No Castelão, em São Luís, Sampaio Corrêa e Paraná criaram oportunidades de gol no primeiro tempo, mas falharam na pontaria e foram para o intervalo zerados. Em casa, o Tricolor maranhense chegou com maior perigo, arriscou de fora da área, mas só balançou as redes na etapa final. Aos 26 minutos, Uilliam cobrou pênalti com categoria, deslocou o goleiro Thiago e marcou o gol da classificação do Sampaio, que vai enfrentar a Ponte Preta na próxima fase.

No Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), o Avaí levou a melhor para cima do Juventude e ficou com a vaga. Os gols da classificação catarinense saíram na etapa final. Vindo do banco, Marquinhos balançou as redes no primeiro toque que deu na bola e abriu o placar aos 22 minutos. Aos 27, o experiente meia serviu o atacante Rômulo, que finalizou rasteiro e sacramentou a vitória: 2 a 0. O time gaúcho ainda teve a chance de diminuir aos 33 minutos, mas Ricardo Jesus desperdiçou a cobrança de pênalti.

No Serra Dourada, em Goiânia (GO), as redes também só balançaram no segundo tempo. Logo aos seis minutos, Evaldo aproveitou cobrança de escanteio e colocou o Joinville na frente. Aos 25, Rafael Grampola pegou o rebote do goleiro Mateus Pasinato e ampliou a vantagem catarinense. O Vila Nova reagiu na reta final e chegou ao empate com gols de Keké, aos 29, e Ramon, aos 41. Com 100% de aproveitamento nas cobranças de pênalti, o Tigre venceu por 4 a 2.

(Com dados da CBF e foto de Elias Auê/SCFC)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação