Sampaio e Moto se classificam e vão disputar o título de campeão maranhense de 2021

0
81
Após 90 minutos sem gols, Sampaio Corrêa leva a melhor nas cobranças de pênaltis e vence Juventude por por 4 a 3.(Matheus Dahsan)

Moto se classificou na sexta e Sampaio neste sábado

O Campeonato Maranhense de 2021 será decidido entre as equipes de maior rivalidade: Moto e Sampaio. Na sexta-feira (07), o Moto obteve sua classificação diante do Juventude, a quem derrotou por 3 a 2, e neste sábado, o Sampaio Corrêa garantiu a outra vaga para a final, diante do Pinheiro, nas cobranças de penalidades pelo placar de 4×3, após 0x0 no tempo normal.

Nos primeiros 45 minutos, Sampaio e Juventude não deram espaços para a criação de lances mais agudos pelos adversários. O panorama pouco se modificou na etapa final. Jogo concentrado no meio campo, muitas faltas e poucas chances de gol e a vaga para a decisão foi definida nas cobranças de pênaltis.

Nas penalidades, das cinco cobranças, o Sampaio converteu quatro, com Jefinho, Erick Daltro, André Luiz e Pimentinha, enquanto o Pinheiro desperdiçou dois pênaltis.

Lance da vitória do ‘Papão’ nesta sexta-feira no Nhozinho Santos/ Foto: Hiago Ferreira
Moto venceu Juventude na sexta-feira (foto Hiago Ferreira/Moto Club/divulgação)

Moto – Com três gols na primeira etapa e vitória parcial do Moto Club, a partida de sábado foi de muito movimento e o Juventude, melhor posicionado, foi mais time em toda primeira etapa.

Apesar de maior posse de bola e com mais investidas à área dos donos da casa, foi o rubro-negro abriu o marcador, aos 13 minutos, depois de uma jogada roubada no meio, um cruzamento da esquerda e a cabeçada firme de Cleitinho. Um minuto depois, porém, Baianinho recebeu cruzamento da direita e empatou a partida.

Aos 23 minutos, numa jogada despretensiosa do Moto, o artilheiro Felipe Cruz desempatou o jogo, ao arriscar de fora área, sem chances para o goleiro Bruno. Sem mais lances empolgantes, a etapa chegou ao fim com vantagem parcial do Moto.

No segundo tempo, aos 36 minutos, o árbitro Mayron Frederico dos Reis assinalou a penalidade para o Juventude, que diminuiu com Betão.

Aos 45, Alemão derruba Vinícius Paiva, Gleydson bate e perde a chance de ampliar. E ficou assim. Com os 3 a 2, o Moto Club vai para a sua segunda final consecutiva.

(Com informações do Sampaio e Futebol Interior)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação