Santos empata novamente com Botafogo, mas se classifica nas cobranças de pênaltis

0
434

Pela partida de volta das quartas de final do Paulistão Itaipava, na Vila Belmiro, Santos e Botafogo passaram mais 90 minutos sem balançar as redes, repetindo o resultado do jogo de ida. O time da casa só se classificou após disputa por pênaltis, vencida por 3 a 1.

Assim como no jogo de ida, em Ribeirão Preto, as duas equipes não saíram do zero. Com cinco pênaltis desperdiçados em nove cobrados, e um festival de chutes para fora, os santistas garantiram vaga na semifinal e aguardam os demais confrontos para conhecer seu próximo adversário.

O Santos tentou se impor e pressionar nos minutos iniciais, mas não conseguia dominar o adversário. Com dificuldade para armar jogadas no meio de campo, o time da casa acabava dependendo de ligações diretas através dos zagueiros, o que dificilmente surtiu efeito.

Organizado, o Botafogo aproveitava os contra-ataques para levar perigo e chegou a exigir uma saída arriscada de Vanderlei para evitar um gol de Bruno Moraes.

A melhor chance santista foi no último minuto da primeira etapa, quando Daniel Guedes inverteu a jogada e encontrou Dodô livre dentro da área, mas o lateral-esquerdo finalizou para fora.

O início da segunda etapa seguiu no mesmo ritmo, sem o Santos conseguir mandar na partida e aberto a contragolpes, mas aos poucos o time da Vila foi crescendo.

Nos últimos minutos, os mandantes passaram a pressionar e criaram as melhores chances de gol de todo o jogo, mas Gabriel e Arthur Gomes desperdiçaram finalizando para fora os grandes lances de perigo. Sem gols, a decisão foi para a disputa por pênaltis.

Gabriel, do Santos, e Jheimy, do Botafogo, abriram a disputa convertendo suas cobranças. Na sequência, uma série de erros. Primeiro, Vitor Bueno parou em defesa de Tiago Cardoso, mas Bruno Moraes não aproveitou a oportunidade de colocar o time visitante em vantagem e bateu para fora.

Diogo Vitor marcou o segundo do Santos e o Botafogo voltou a bater para fora, dessa vez com Dodô. A noite não era mesmo dos batedores e, na sequência, Lucas Veríssimo e Willian Oliveira também cobraram para fora. Coube a Arthur Gomes marcar o terceiro gol do Santos e garantir a classificação.

(FPF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação