Santos apenas empata com o Independiente e está fora da Copa Libertadores

0
344

Apesar do apoio da torcida, o Santos contou não conseguiu reverter a adversidade no placar contra o Independiente, da Argentina, e está fora da Copa Libertadores. No Pacaembu, em São Paulo (SP), na partida de volta das oitavas de final o jogo ficou no 0 a 0, e no placar agregado, 3 a 0 para os argentinos, que foram beneficiados pela punião da Conmebol ao Santos.

A partida terminou antes dos 45 minutos do segundo tempo por conta de uma confusão protagonizada por torcedores santistas insatisfeitos com o resultado.

O Santos foi punido pela escalação do meia Carlos Sánchez, que devia uma suspensão de três partidas, o que deixou de cumprir por causa de sua transferência para o futebol mexicano. Por conta disso, o time paulista entrou em campo precisando vencer por 3 a 0 para levar a decisão para os pênaltis e por quatro gols de diferença pra avançar direto.

O início do jogo foi desenhado com o Santos apostando muito em jogadas pelo lado direito do campo, com Victor Ferraz e Derlis Gonzáles. Logo aos oito minutos, Gabriel Barbosa teve uma boa chance e parou no goleiro Campaña. O Independiente, apesar de não dar trabalho para Vanderlei, chegou com frequência na área adversária.

De qualquer maneira, o objetivo principal do time argentino era a defesa. Bem postados, eles conseguiram segurar a pressão dos santistas, que mostravam bastante ansiedade com a bola nos pés, pilhados pelo cenário complicado de ser revertido.

O time paulista voltou a levar perigo aos 38 minutos, quando Gabriel perdeu mais um duelo contra Campaña. Então, aos 43 minutos, veio o que poderia ser um balde de água fria: pênalti marcado a favor do Independiente após falta cometida por Vanderlei. O goleiro, no entanto, se redimiu e defendeu a cobrança feita por Meza.

No intervalo, os santistas acataram pedido da torcida e não desceram para o vestiário, ficando no banco de reservas, assim como em 1995, ano em que o time reverteu uma derrota por 3 a 0 vencendo o Fluminense por 5 a 2, na semifinal do Brasileirão.

No retorno para o segundo tempo, o entrosamento com os torcedores não surtiu efeito, apesar da visível entrega dos jogadores. O tempo foi passando e cada vez mais o time santista demonstrava nervosismo, cometendo muitas faltas.  No ataque, abusava de cruzamentos, mas errou a maioria.

Aos 37 minutos, torcedores atiraram bombas na direção do vestiário do Independiente e o jogo foi paralisado. Isso desencadeou em tentativas de invasão ao gramado e confrontos com a polícia. Então a arbitragem resolveu encerrar a partida com o zero a zero no placar.

(Com dados da FPF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação