São Paulo e América de Minas vencem e o Coelho entra no G6 da Série A do Brasileirão

0
388

A sexta rodada do Campeonato Brasileiro teve quatro partidas disputadas na tarde deste domingo (20). São Paulo e América de Minas foram os grandes destaques. O tricolor paulista bateu o Santos por 1 a 0, assim como o Coelho, que superou o Botafogo pelo mesmo placar e ingressou no grupo de elite da Série A, enquanto nos outros confrontos Sport e Corinthians empataram em 1 a 1 e Paraná e Grêmio não saíram do 0 a 0.

No Morumbi, em São Paulo (SP), Diego Souza perdeu uma chance clara logo no primeiro minuto de jogo, um presságio do que seria a partida, com o clube da fé dominando as ações. O Santos tinha postura mais defensiva e chegava em alguns contra-ataques. Na etapa final, quando o Peixe era melhor, o São Paulo abriu o placar. Aos 10 minutos, Renato perdeu a posse no meio, Vitor Bueno não conseguiu segurar o adversário e a bola chegou para Everton cruzar na medida para Diego Souza se antecipar ao marcador e cabecear sem chances para Vanderlei.

O técnico Jair Ventura promoveu mudanças e o alvinegro passou a ficar mais com a bola. Nos instantes finais, o time praiano passou a pressionar e quase empatou em falha de Sidão, mas Dodô não conseguiu evitar e a vitória no clássico ficou com o time da casa.

O São Paulo, que segue sendo o único invicto na competição, foi a dez pontos e está na sétima colocação. Já o Santos, que tem um jogo a menos, segue com seis pontos e está no 14º lugar.

 

América – No Independência, em Belo Horizonte (MG), o América marcou no finalzinho e manteve 100% de aproveitamento em casa. No primeiro tempo, as duas equipes deram pouco trabalho aos goleiros João Ricardo e Jefferson. O Coelho, quase sempre pela direita, chegava bem com Norberto, Serginho e Aderlan. O Glorioso contava com as jogadas individuais de Luiz Fernando para criar.

Na etapa final, o ritmo do duelo continuou o mesmo. Quando Rafael Moura saiu do banco de reservas do time mineiro, no entanto, o confronto ganhou mais emoção, pois o atacante entrou muito bem. Aos 32 minutos, o He-man recebeu na entrada da área, limpou o zagueiro Igor Rabello e deu ótimo passe para Juninho. O volante tocou bonito, de biquinho, e colocou a bola no fundo da rede para garantir o triunfo americano.

A vitória levou o Coelho aos 10 pontos e o sexto colocadoi, dentro do G-6. Já o Botafogo está em nono, com oito pontos.

 

Resultado de imagem para corinthians e sport

Empates – Na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE), o Corinthians escalou um time repleto de reservas e esbarrava na falta de entrosamento na hora de criar. O Sport até tentou se impor, mas só levou perigo em bolas longas, nas costas da defesa paulista. No melhor momento que teve, Rogério recebeu livre, mas demorou a bater e viu Walter fazer grande defesa. Na etapa final, o Leão teve maior controle das ações, enquanto o Timão apostava em contra-ataques e bolas paradas. Aos nove minutos, Roger aproveitou escanteio de Mateus Vital, subiu mais do que Ernando e mandou para as redes para deixar o time alvinegro na frente. O Rubro-Negro não se abateu e arrancou o empate com Carlos Henrique, aos 18. Na sequência, os pernambucanos até tiveram boas chances para virarem, mas o empate permaneceu.

O empate leva o Corinthians aos 11 pontos, ultrapassando o Palmeiras no número de gols marcados, e ficando com o terceiro lugar. O Sport foi a oito pontos e segue no meio da tabela, na 10ª colocação da tabela.

 

No Durival Britto, em Curitiba (PR), Paraná e Grêmio não saíram do 0 a 0. Na etapa inicial, o Imortal ficou mais com a posse de bola, mas esbarrava na forte marcação do Tricolor. O time da casa foi mais ao ataque no segundo tempo e criou boas chances com Silvinho, mas a bola não entrou e o placar permaneceu em branco.  O Paraná permanece na última colocação da tabela de classificação, com dois pontos. Já o Grêmio fica com nove e cai para o sétimo lugar.

(Com dados da CBF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação