Segunda maior aeronave cargueira do mundo pousa no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo

0
236

O Antonov 124 transportou mais de 96 toneladas de equipamentos para indústria automotiva

A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, recebeu neste sábado (07) o Antonov 124, segunda maior aeronave cargueira em operação no mundo. O voo vindo de Miami (EUA) foi fretado pela Kuehne+Nagel para trazer para o Brasil mais de 96 toneladas de equipamentos para abastecer a indústria automotiva.

O Antonov 124 tem capacidade para transportar itens super-pesados e superdimensionadas com até 120 toneladas. A cabine de carga é pressurizada e conta com um volume total de 1.050 m³. Com essas características, transporta diferentes tipos de carga, incluindo peças ou remessas fora do padrão e de grandes dimensões.

Uma outra curiosidade desta aeronave é que ela conta com um trem de pouso equipado com 24 rodas e permite alterar o ângulo da fuselagem para simplificar as operações de carregamento. Além disso, possui duas entradas de carga, ambas com rampas de entrada.

“Estamos orgulhosos em receber uma aeronave desse porte em GRU. Uma operação como essa reforça a importância logística do Terminal de Cargas e ratifica a nossa posição de maior aeroporto do Brasil e um dos mais importantes do mundo”, disse Gustavo Figueiredo, CEO da GRU Airport.

Terminal de Cargas – O Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, administrado pela GRU Airport, é o maior complexo aeroportuário do Brasil sendo coberto por uma área de 99 mil m². Mesmo diante de um cenário extremamente desafiador, movimentou em 2020 cerca de 208 mil toneladas entre importação e exportação. O crescimento de 29% no número de cargueiros foi essencial para esta marca.

Entre os itens mais transportados nesse período estão fármacos, partes e peças automotivas, têxtil, alimentos, maquinários, peças aeronáuticas. Devido à sua malha aérea e conectividade, o aeroporto também vem se destacando na distribuição do comércio eletrônico.

O terminal foi a principal porta de entrada para cargas farmacêuticas no Brasil, especialmente aquelas dedicadas ao combate da pandemia de COVID-19, resultando no aumento de 6 pontos percentuais no market share do segmento que partiu de 50% em 2019 para 56% no período de janeiro a dezembro de 2020.

 

Além disso, a localização na região metropolitana de Guarulhos favorece o acesso à importantes rodovias que ligam o aeroporto a todo o país, e a oferta de voos diários, garante maior eficiência e agilidade no transporte das cargas.

O complexo logístico, que já possui a certificação CEIV Pharma (Center of Excellence for Independent Validators) da IATA, está atuando para obter, em 2021, as certificações OEA (Operador Econômico Autorizado) da Receita Federal e CBPDA (Certificado de Boas Práticas de Distribuição e Armazenagem) da ANVISA, que confirmarão os altos índices de segurança e boas práticas no manuseio de produtos farmacêuticos no terminal.

Sobre GRU Airport: – O GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, uma empresa do consórcio formado pela Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A.) e ACSA (Airports Company South África), é o maior complexo aeroportuário da América do Sul e também a principal porta de entrada e saída de cargas do Brasil.

Em 2020, registrou mais de 20 milhões de embarques e desembarques de pessoas, movimentou aproximadamente 208 mil  toneladas entre importação e exportação por via aérea no país.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação