Seis mil vagas em cursos de qualificação profissional são ofertadas em novo programa do MEC

0
461
At home online learning concept, a young girl is writing down her notebook. , She is studying through the laptop on a wooden table.Close up photo.

O Qualifica Mais-Emprega Mais é uma iniciativa dos Ministérios da Educação e da Economia

Estudantes com até 29 anos e ensino médio completo são público-alvo do novo programa de qualificação profissional do Ministério da Educação (MEC) em parceria com o Ministério da Economia. O Qualifica Mais-Emprega Mais visa especializar os jovens, através de cursos on-line, nas áreas de tecnologias da informação e comunicação (TICs): programador de sistemas, programador web e programador de dispositivos móveis.

Nesta seleção, serão disponibilizadas 6.069 vagas. As aulas estão previstas para começar em 10 de maio e os cursos terão duração de cerca de 200 horas cada. Além da qualificação, os estudantes que concluírem os cursos serão auxiliados para inserção no mercado de trabalho.

A seleção ocorrerá por meio da plataforma EduLivre, a partir do preenchimento de uma trilha educacional, onde os candidatos vão conhecer o contexto do mercado de trabalho no qual pretendem se inserir.

A trilha ficará aberta até o dia 11 de abril e contará com informações sobre os cursos e postos de trabalho a eles relacionados, além de apresentar aos candidatos alguns exercícios sobre o conteúdo apresentado na própria trilha.

A partir do dia 12 de abril, os participantes selecionados receberão um e-mail para a confirmação de matrícula, enviado diretamente por uma das setes instituições selecionadas pelo governo para o programa.

Outras opções – Na internet é possível encontrar muitas opções de cursos gratuitos e on-line. Tais conteúdos são disponibilizados por universidades e, também, por institutos e empresas, em geral, que desejam contribuir com a formação acadêmica e a qualificação de estudantes e profissionais para o mercado de trabalho.

Além de atestar a participação do estudante nas aulas, esses cursos podem ser utilizados como comprovantes de horas complementares em instituições de ensino superior públicas e privadas.

Normalmente, para fazer um curso on-line o interessado necessita de um computador com acesso à internet – alguns desses cursos também podem ser acessados por meio de dispositivos móveis como smartphones e tablets, por exemplo –, o que facilita o acesso e permite que o estudo seja realizado em qualquer local e horário, sem a necessidade de deslocamento e investimento em transporte, por exemplo.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação