Sérgio Frota defende tratamento ao futebol igual ao do carnaval e São João

48

GIRO ECONÔMICO

O negócio do futebol

Presidente da Associação Maranhense dos Clubes de Futebol (Amaclube), Sérgio Frota, que é ex-vereador de São Luís e ex-deputado estadual, além de ser também o presidente do clube de maior torcida no estado, o Sampaio Corrêa, defende maior atenção por parte do poder público ao futebol, assim como prestigia São João, carnaval e outros tipos de eventos, como exposições agropecuárias, festas de padroeiros. vaquejadas etc.

Segundo ele, se analisada com cuidado, a cadeia produtiva do futebol mostrará o grande impacto que partidas de futebol, principalmente em competições nacionais, provocam no turismo (transporte, gastronomia, hotelaria etc), comércio e nas atividades informais.

Um jogo do Campeonato Brasileiro ou da Copa do Brasil, atrai para a cidade, só com comissão técnica, dirigentes, imprensa e torcedores do estado de origem do time visitante cerca de 200 pessoas, fora as que vêm em veículo próprio, de ônibus e fazem bate-e-volta do interior para a capital. Nos jogos com times de grandes torcidas nacionais o público chega a ser de milhares.

Tudo isso, segundo Frota, precisa ser pensado para se definir que tipo de ajuda para que os clubes possam continuar dando também sua parcela de contribuição com o desenvolvimento social e econômico do estado, e não apenas oferecendo diversão.

Petróleo e gás

A Federação das Indústrias do Pará (Fiepa) realiza nesta quarta-feira (1º de fevereiro) evento para apresentação das oportunidades de negócios que serão criadas pela Petrobras com a exploração de petróleo e gás nas bacias Pará-Maranhão e Pará-Amapá. No evento, serão proferidas palestras direcionada a empresários sobre as oportunidades que vão surgir  ainda este ano.

Também serão apresentados os requisitos necessários para as empresas que atuam com bens e serviço possam se tornar fornecedoras da Petrobras na região.

Harmonia no Trânsito

De 07 a 11 de fevereiro, será realizado em São Luís o evento Harmonia no Trânsito, promovido pela montadora de motocicletas Honda com apoio da concessionária Alvorada. No primeiro dia, será proferida a palestra Harmonia no Trânsito, no dia 08 será a vez do evento Clubinho Honda; de 08 a 10, Pit Stop; e para encerramento, dia 11, será oferecido Curso de Pilotagem.

O principal objetivo é mostrar como é possível a harmonia entre os diversos de veículos e as pessoas nas vias urbanas ou nas estradas.

Posse na Assembleia 

A deputada Iracema Vale, que está indo para o primeiro mandato, inicia sua trajetória em grande estilo.

Tudo indica que ela será eleita, por unanimidade, presidente da Assembleia Legislativa, onde toma posse nesta quarta-feira (1º de fevereiro) na reabertura dos trabalhos legislativos. Para o governador Carlos Brandão, esta escolha pacifica o parlamento.

O presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA), Edilson Baldez (E), e o promotor de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Luís Fernando Barreto Júnior, se encontraram quarta-feira (25) com o objetivo de debaterem as ações de aprimoramento e aprovação do Plano Diretor de São Luís, que está em discussão na Câmara de Vereadores 

Plano Diretor

Relator da Comissão Especial criada na Câmara Municipal para dar parecer sobre o projeto do Plano Diretor de São Luís, o vereador Gutemberg Araújo (Dr. Gutemberg) acredita que até a reabertura dos trabalhos legislativos, dia 06 de fevereiro, será possível apresentar um parecer final.

Ele tem convicção de que as mudanças vão dar mais segurança jurídica e possibilitarão atrair para a capital empreendimentos que podem ocupar áreas hoje prejudicadas pela indefinição sobre o que nela pode ou não ser feito.

Crédito menor

A busca dos consumidores por crédito fechou o ano de 2022 com retração de 3,1% no acumulado anual, segundo o Indicador de Demanda dos Consumidores por Crédito da Serasa Experian. No recorte da região Nordeste, Alagoas teve maior queda (-40,7%) e Pernambuco a menor (-29,1%).

O Maranhão, Maranhão, com 30,4%, aparece com a segunda menor queda. Saiba como foi nos demais estados da região: Paraíba, -30,5%; Ceará,  -31,6%; Bahia, -32,1%; Rio Grande do Norte, -34,1%; Sergipe, -34,3%; e Piauí, -37,3%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui