Sinpol cobra do Governo o mesmo empenho para perseguir policiais no combate ao crime

0
1123

Apenas uma agente policial se encontrava no local do ataque

AQUILES EMIR

O Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol-MA), em nota distribuída nesta segunda-feira (26), criticou a política de Segurança Pública do Governo do Estado ao analisar os episódios de domingo (25) na cidade de Bacabal, que foi invadida por uma quadrilha fortemente armada para atacar uma unidade do Banco do Brasil. Segundo a entidade, quando houve o ataque à delegacia de polícia, apenas uma agente se encontrava no local em cumprimento ao plantão noturno.

Apesar do pânico criado na cidade, o sindicato parabeniza os policiais civis e militares que reagiram ao ataque dos bandidos, que encurralaram agentes e tropa da PM, e se solidariza com a população do município, que viveu momentos de terror enquanto a quadrilha agia na cidade.

“Aproveitamos a oportunidade para sugerir à cúpula da Segurança, que não tem medido esforços para perseguir os policias civis, que use dessa mesma força para caçar e investigar bandidos. O alvo deveria ser a bandidagem e não quem exerce a função como determinam as atribuições legais”, diz a nota, que segue abaixo na íntegra:

O Sinpol-MA vem a público manifestar sua indignação contra os violentos ataques ocorridos em Bacabal. Bandidos fortemente armados assaltaram na noite de domingo (25) uma agência do Banco do Brasil. Além disso, os criminosos atacaram o quartel do 15º Batalhão da Polícia Militar e também a Delegacia Regional de Polícia Civil.

Para começar, o Sinpol-MA informa que apenas uma Investigadora Policial estava de plantão na Delegacia Regional.

O Sindicato tem denunciado o descaso do Governo do Estado com a investigação. Alardeamos, incansavelmente, através de outdoors e outras mídias, que o investimento na Polícia Judiciária não chega a 1%.

E para piorar, policiais civis, que trabalham dentro da legalidade, sofrem uma perseguição extremada dentro da instituição. Além de esquecidos dentro da corporação, escrivães e investigadores convivem, diariamente, com esse duro golpe. Aproveitamos a oportunidade para sugerir à cúpula da Segurança, que não tem medido esforços para perseguir os policias civis, que use dessa mesma força para caçar e investigar bandidos. O alvo deveria ser a bandidagem e não quem exerce a função como determinam as atribuições legais.

A Direção do Sinpol-MA parabeniza a atuação dos policiais civis e militares que, mesmo sem estrutura, reagiram e continuam em campo para dar desfecho às ações. A direção sindical é completamente solidária aos cidadãos bacabalenses e, em defesa destes e de todos os maranhenses, reitera apelo ao Governo do Estado para que reveja sua política de Segurança Pública, voltada hoje, quase que exclusivamente, ao policiamento ostensivo, e invista verdadeiramente no combate ao crime organizado e à impunidade, o que só ocorrerá com uma Polícia Civil fortalecida, valorizada e presente em todo o Estado.

Para tanto, a Direção do Sinpol-MA se coloca à disposição para o diálogo e para contribuir na construção de uma Segurança Pública completa.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação