Socorro Waquim cobra intensificação da vacinação contra Covid e mais ações preventivas ao feminicídio

0
145

Deputada diz que a sociedade vivencia um momento triste e delicado

A 0deputada Socorro Waquim (MDB) cobrou da tribuna da Assembleia, na sessão desta quarta-feira (10), a intensificação da campanha de vacinação contra a Covid-19 e mais ações preventivas ao feminicídio no Maranhão.

Ela disse que a sociedade vivencia um momento triste e delicado, pois milhares de pessoas perderam suas vidas em decorrência de um inimigo invisível e da falta de agilidade e prioridade de algumas autoridades nas decisões relativas à pandemia.

Segundo a deputada, dados da Secretaria de Estado da Saúde mostram que, no Maranhão, mais de 200 mil casos já foram confirmados, com 4.798 mortes, sendo 1.367 somente em São Luís. “O município de Timon tem 5.356 casos confirmados, com 183 óbitos, tendo recebido UTI recentemente. A população mais atingida em todo o Maranhão é a do sexo feminino, com percentual de 56%”, acrescentou.

Vacinação

“Nós temos testemunhado os esforços, mas há que se fazer muito mais. Me solidarizo com as famílias que perderam entes queridos e a população que aguarda respostas das autoridades, na esperança de que a vacina chegue a todos. O Maranhão já recebeu 126.796 doses e 83.328 pessoas já foram vacinadas. Essa deve ser e tem de ser a prioridade absoluta”, ressaltou.

Feminicídio

A parlamentar alertou para o aumento dos casos de violência contra a mulher em tempos de Covid-19, destacando que dados, inclusive da ONU, têm registrado um aumento da violência contra a mulher, devido ao isolamento doméstico. “Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontamaumento de 2,2% em comparação de 2019 e 2020, no período de pandemia, ou seja, a cada 11 casos, passou para 20”, revelou.

Socorro Waquim presume que o aumento do feminicídio no período de pandemia esteja relacionado a brigas de casais, motivadas pelo consumo de bebida alcóolica e a diminuição da renda familiar, vitimando a mulher. “Isto nos preocupa, pois não atinge somente a mulher, mas as crianças e toda a família. Devemos estar atentos para desenvolver projetos e propostas que tratem dessa questão da violência contra a mulher. Não somente a violência psicológica, patrimonial, sexual, mas, também, a violência doméstica, para que as mulheres, cada dia mais, possam se sentir mais seguras”, frisou.

A deputada destacou o trabalho desenvolvido pela Patrulha Maria da Penha, da Polícia Militar, em todo o Estado, sob a coordenação da coronela Augusta, e o trabalho realizado pela Secretaria de Estado da Mulher (SEM) na prevenção e combate à violência contra a mulher e ao feminicídio.

“É preciso, neste momento, que todos nos coloquemos à disposição para unir nossas forças, ajudar e criar novas alternativas, não somente no combate ao coronavírus, mas, principalmente, ao feminicídio e à violência contra a mulher na sociedade maranhense”, defendeu.

Socorro Waquim destacou e parabenizou o povo maranhense pela sua bravura e tenacidade, o que se comprova, segundo ela, a partir dos dados do CAGED, que apontam crescimento na geração de oportunidade de postos de trabalho, no Maranhão, principalmente no mercado informal.

“São importantes as tradições culturais. É importante o Carnaval, os festejos, mas, acima de tudo, o que é mais importante é a defesa da vida e do povo do Maranhão, para que ele possa continuar sendo construtivo e saudável”, concluiu.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação