Sport e Bahia decidem Copa do Nordeste nesta quarta-feira em Salvador

0
523

Na história do futebol, poucos são os atletas que conseguem alcançar o status de ídolo num clube em tão pouco tempo. Diego Souza pode ser incluído nesta lista. O atleta do Sport é presença certa na grande final da Copa do Nordeste nesta quarta-feira (24), contra o Bahia, e espera retribuir em campo todo o carinho da torcida pernambucana, além de mostrar ao técnico da Seleção, Tite, o porquê de ter sido convocado para os dois próximos amistosos, contra Argentina e Austrália.

“Sem dúvida nenhuma fiquei feliz demais em ser chamado mais uma vez. Até porque cada ano que passa grandes jogadores surgem e ser lembrado me deixa contente. Estou ansioso em encontrar e estar junto dos meus companheiros para estes dois amistosos tão importantes para o Brasil. Me anima demais para esta final, joga o ânimo lá em cima para continuar fazendo o meu trabalho. Tenho certeza que mantendo as boas partidas aqui no Sport as portas continuarão abertas na Seleção Brasileira”, disse.

O Leão da Ilha não terá vida fácil nos últimos 90 minutos do campeonato. No jogo de ida, na Ilha do Retiro, o placar em 1 a 1 deu a vantagem para o Esquadrão de Aço empatar sem gols para levantar o caneco. Sair atrás no placar e fazer o resultado fora de casa tem sido recorrente para o Sport na Copa do Nordeste, mas Diego Souza tem a fórmula para a grande final.

“A gente tem que entrar marcando forte, eles têm uma equipe muito técnica e muito rápida, mas temos um time mais experiente. Então, se conseguirmos imprimir uma marcação boa, forte, a gente pode ter vantagem no jogo de amanhã”, garante o meia.

Com quatro gols marcados, o meia está à caça do “rival” Régis, do Bahia, artilheiro da competição com seis gols marcados. Companheiros de Sport em 2015, o craque do clube pernambucano sabe que, quando a bola rola, cada um faz o melhor para o clube que defende.

“Vamos fazer o possível para que o Régis não faça gols. Ele atuou aqui no Sport comigo e temos uma amizade muito grande. Precisamos anular não só ele, mas a equipe do Bahia, além de fazermos a nossa parte. Quem sabe amanhã, além do título, eu não possa estar disputando a artilharia também?”, finalizou Diego Souza.

Bahia – Além do apoio em massa da torcida, que esgotou os ingressos para a finalíssima desta quarta-feira (24), o Bahia aposta na força do setor defensivo para conquistar a Copa do Nordeste 2017. Ao longo dos 11 jogos disputados na competição regional, o Tricolor baiano sofreu apenas cinco gols, sendo que nenhum na Arena Fonte Nova, palco da partida contra o Sport.

Um dos destaques da zaga menos vazada da competição, o goleiro Jean pode ter papel preponderante na grande decisão. Caso não sofra gols, o Bahia fica com o título da Copa do Nordeste, uma vez que a equipe baiana marcou um gol fora de casa. Em Recife, na Ilha do Retiro, o confronto terminou empatado em 1 a 1.

“Fico feliz em poder estar ajudando o Bahia, contribuindo com as defesas. Espero que amanhã possamos fazer gol e ganhar a partida para darmos alegria para a torcida, mas se for preciso farei o meu melhor para ser campeão, isso que vale” garantiu Jean, que ainda destacou a importância do incentivo do torcedor.

“Eles viram o quanto foram fundamentais na segunda partida da semifinal aqui na Fonte Nova, enchendo o estádio e nos apoiando desde a entrada. Então é muito importante a presença do torcedor baiano e tenho certeza que farão uma festa muito bonita aqui no estádio e, se Deus quiser, iremos agradecer e presentear cada um com o título”, concluiu.

Suplente da Seleção Olímpica, campeã da Rio 2016, Jean  segue evoluindo e se destacando com a camisa do Bahia. Em alta no Tricolor, o jovem goleiro de 19 anos espera continuar brilhando e decidir a favor do Bahia na decisão desta quarta-feira (24), às 21h45, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação