Superintendente da Sudene anuncia para este ano R$ 2,1 bilhões em investimentos para o Maranhão

0
190

Evaldo Cruz Neto se reúne com líderes políticos e empresariais

O superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), Evaldo Cruz Neto, participou, quinta-feira (28), de encontros na Federação das Indústrias do Estado (Fiema) e Prefeitura de São Luís, além da Secretaria Estadual de Indústria, Comércio e Energia (Seinc). Foram apresentadas propostas para impulsionar o desenvolvimento local, especialmente através dos instrumentos de ação da Autarquia, como os incentivos fiscais, Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) e os fundos regionais (FDNE e FNE).

Na Fiema, Evaldo Cruz participou da Reunião Ordinária do Conselho Temático, cuja pauta principal foi “Transformação Digital e Cidades Inteligentes” e fez uma apresentação sobre as ações da Sudene no Estado. Para este ano, estão disponíveis cerca de R$ 2,1 bilhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para o Maranhão, informou o Evaldo.

Ele acrescentou que o setor espacial foi incluído entre as diretrizes e prioridades para as aplicações deste Fundo e contará com uma linha especial de financiamento para a instalação de empresas na região de Alcântara, no Maranhão, onde está localizada uma base de lançamento de foguetes.

A reunião contou com a participação do secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR, Tiago Pontes; presidente da FIEMA, Edilson Baldez; e do presidente do Conselho Temático Permanente de Micro e Pequenas Empresas (Compem), Celso Gonçalo.

Evaldo Cruz Neto informou, ainda, que o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) tem um orçamento de, aproximadamente, R$ 800 milhões para a área de atuação da Autarquia em 2021.

O superintendente da Sudene destacou a importância dos incentivos fiscais e defendeu a ampliação do acesso a esses instrumentos por parte dos empreendedores maranhenses. O cardápio de incentivos fiscais da Sudene conta com Isenção do IRPJ (Programa de Inclusão Digital); Redução de 75% do IRPJ para novos empreendimentos; e Reinvestimentos do IRPJ. Através desses incentivos, a Superintendência busca estimular investimentos privados prioritários, atividades produtivas e iniciativas de desenvolvimento sub-regional em sua área de atuação.

Cidades Inteligentes – A Sudene vem apoiando a implantação do Projeto Cidades Inteligentes nos estados de sua área de abrangência e o Maranhão também poderá ser contemplado. No último dia 26, já foi formalizado memorando de entendimento para inclusão de Campina Grande (PB) no Projeto, que estará focado em segurança pública e contará com uma área de demonstração de tecnologias de Cidades Inteligentes, contemplando centro de comando e operações, reconhecimento facial, reconhecimento de placas e inteligência artificial.

Campina Grande poderá servir de modelo para outros municípios. A iniciativa vem sendo colocada em prática a partir de uma parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), cujo presidente, Igor Calvet, acompanhou a comitiva da Sudene na viagem ao Maranhão.

Inovação é o eixo condutor do PRDNE, que, para ações relacionadas às Cidades Inteligentes, considera os municípios intermediários em melhor posição para se apropriar dos efeitos das tecnologias digitais, com rebates na eficiência dos serviços públicos e na inclusão dos cidadãos nos serviços de natureza pública. A agenda de Evaldo Cruz Neto no Maranhão contou, também, com visita ao município de Rosário. Amanhã (29), Evaldo Cruz encerra a viagem com uma visita ao Porto de Itaqui, além de audiência com o vice-governador do Estado, Carlos Brandão.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação