Transações de usados ficam estáveis no mês de novembro, segundo a Fenabrave

16

Mercado se aproxima de 12,5 milhões de unidades

acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as transações de veículos usados fecharam o mês de novembro próximas à estabilidade (queda de 0,3%), na comparação com o mês anterior. Com isso, no acumulado do ano, a baixa diminuiu para 10,3% ante 2021 (a retração acumulada era de 10,8% no mês passado).

“A recuperação no mercado de veículos novos impacta, positivamente, nas transações de usados, que já se aproximam de 12,5 milhões de unidades em 2022”, analisa o Presidente da Fenabrave, Andreta Junior, lembrando que, em 2021, as trocas de titularidade de veículos usados registraram recorde histórico.

No ano passado, tivemos problemas de oferta de veículos zero km, por conta da crise mundial de abastecimento, e o segmento de usados acabou impulsionado. Este ano, com a recuperação dos estoques de novos, o mercado vem se ajustando”, avaliou Andreta.

Desempenhos por segmento – As transações de automóveis e comerciais leves estiveram próximas do volume registrado em outubro, fazendo com que o acumulado do ano atingisse a soma de 9.180.932 unidades comercializados. Os modelos com até 3 anos de fabricação corresponderam a 14,3% do total transacionado no mês. No acumulado do ano, a participação desses veículos foi de 12%.

O segmento de caminhões teve nova retração, mas superou a barreira de 300 mil unidades no ano (311.877 unidades). Os implementos rodoviários que, em outubro, haviam tido a menor queda de todo o setor, apresentaram a maior retração do mês de novembro, em relação a outubro.

Os ônibus seguem com resultado positivo em 2022 (+6,8%).

Já o mercado de motocicletas fechou o mês positivo, e a queda em relação a 2021 é a menor entre os segmentos que registram números abaixo dos apurados em 2021 (-7%).

Acompanhe, na tabela abaixo, o desempenho de cada segmento, em seus volumes e percentuais:

(Com informações da Fenabrave)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui