Transações de usados somam quase 1,2 milhão de unidades em janeiro, 13,2% a mais que o do mesmo mês de 2023

2

Queda em relação a dezembro tem relação com sazonalidade.

Em janeiro, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as transações de veículos usados somaram 1.199.571 unidades. O resultado representa uma alta de 13,2% sobre janeiro de 2023 e o volume é superior ao de janeiro de 2021 (+3,4%) – ano de recorde do segmento.

Já na comparação com dezembro de 2023, houve queda de 13,2%, algo já esperado pela entidade, devido à sazonalidade, uma vez que o início de ano concentra uma série de custos que impactam os orçamentos das famílias (IPTU, IPVA, materiais escolares, entre outros).

“Acompanhando o mercado de novos, as transações de usados começaram o ano de forma positiva, com queda apenas na linha de pesados, que têm uma dinâmica de mercado própria”, afirma o Presidente da FENABRAVE, Andreta Jr. “Como a projeção da FENABRAVE é de alta de 13,5% nos emplacamentos e os veículos usados são ofertados como parte de pagamento na compra de novos, há expectativa de um bom ano para o segmento de usados também”, completa.

Desempenho por segmento – As transações de automóveis e comerciais leves registraram alta de 13,7% sobre janeiro de 2023 e queda de 14,8% sobre dezembro de 2023.

Os modelos seminovos, com até 3 anos de fabricação, representaram 9,7% do total transacionado no mês e no ano.

O mercado de caminhões obteve um resultado próximo ao de janeiro de 2023, com retração de 0,6%. A queda em relação a dezembro do ano passado foi de 15,1%.

Os implementos rodoviários foram o único segmento a registrar alta sobre dezembro (+1,4%). Comparado a janeiro de 2023, a evolução foi de 10,9%.

O segmento de ônibus teve retração de 18,3% sobre dezembro de 2023 e queda de 1,2% sobre janeiro.

As motocicletas iniciaram o ano com alta de 13,5% sobre janeiro de 2023 e queda de 7,7% sobre dezembro. O volume total do segmento no mês foi de 264.223 unidades.

Acompanhe, na tabela, o desempenho de cada segmento, em volumes e percentuais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui