TSE desmente irregularidades sobre as eleições levantadas em live de influenciador argentino

95

Suspeitas foram levantados da Argentina 

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (04), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desmentiu a divulgação de um canal argentino que coloca em dúvida o resultado da eleição presidencial no Brasil. O conteúdo vem sendo disseminado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, como mais uma prova de que a eleição não teria limpa.

Segundo o influenciador argentino Fernando Cerimedo, dono do canal La Derecha Diário, que divulgou o dossiê com uma série de informações sobre as urnas eletrônicas, há suspeitas sobre a vitória do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva no último domingo (30 de outubro).

Cerimedo afirma que cinco modelos de urnas eletrônicas usadas na eleição deste ano registraram mais votos para Lula do que para Bolsonaro. Segundo ele, esses modelos mais antigos não foram submetidos aos testes de segurança dos modelos de urnas de 2020.

Segundo ele, nas urnas anteriores a 2020, Lula venceu Bolsonaro com oito pontos percentuais de vantagem, enquanto que nas urnas que teriam sido auditadas por peritos de universidades federais e das Forças Armadas, o atual presidente venceu com 1,3 ponto de vantagem sobre o petista.

O TSE desmentiu o conteúdo apresentado na live. Eis a nota:

Confira a nota do TSE na íntegra:

Não é verdade que os modelos anteriores das urnas eletrônicas não passaram por procedimentos de auditoria e fiscalização. Os equipamentos antigos já estão em uso desde 2010 (para as urnas modelo 2009 e 2010) e todos foram utilizadas nas Eleições 2018. Nesse período, esses modelos de urna já foram submetidos a diversas análises e auditorias, tais como a Auditoria Especial do PSDB em 2015 e cinco edições do Teste Público de Segurança (2012, 2016, 2017, 2019 e 2021).

Os resultados de todas as edições do TPS estão disponíveis para consulta no endereço abaixo: https://www.justicaeleitoral.jus.br/tps/#resultados

As urnas eletrônicas modelo 2020 que ainda não estavam prontas no período de realização do TPS 2021 foram testadas pelo Laboratório de Arquitetura e Redes de Computadores (Larc) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EP-USP), além de ter o conjunto de softwares avaliado também pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
Nas três avaliações, não foi encontrada nenhuma fragilidade ou mesmo indício de vulnerabilidade. O software em uso nos equipamentos antigos é o mesmo empregado nos equipamentos mais novos (UE2020), cujo sistema foi amplamente aberto para auditoria dentro e fora do TSE desde 2021. O relatório elaborado pela instituição pode ser encontrado no seguinte link:

Por fim, ressalta-se que todas as urnas são auditadas e ela é um hardware, ou seja, é um aparelho. O que importa é o que roda dentro dela, ou seja, o programa, que ficou aberto por um ano para todas as entidades fiscalizadoras. O software da urna é único em todos os modelos, tendo sido divulgado, lacrado e assinado.

Logo após a transmissão da Live os dados ficaram indisponíveis, mas o TSE justifica:

Nota de Esclarecimento

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que na noite da sexta-feira (4), o Portal de Dados Abertos apresentou uma instabilidade devido à sobrecarga de acessos. Imediatamente, ao perceber a indisponibilidade da página, a Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE direcionou os usuários para o portal de dados abertos do Governo Federal, que abriga as mesmas informações.

No entanto, este portal, mantido pela Controladoria-Geral da União, também ficou indisponível. O portal de Dados Abertos do TSE ficou fora do ar até o início da madrugada deste sábado (5), quando foram restabelecidos os serviços da página.

Para solucionar o problema, ainda na noite da sexta foram feitas diversas operações técnicas. A opção adotada foi a publicação de uma versão simplificada do Portal de Dados Abertos do TSE, com uma listagem de links para os arquivos para consulta. Com isso, todos os dados voltaram a ficar disponíveis e o site apresenta maior capacidade de resposta.

Os arquivos disponíveis na versão simplificada da página são os mesmos que já estavam publicados anteriormente. Importante lembrar que alguns conjuntos de dados passam por atualizações constantes, porque os resultados podem ser alterados em virtude de retotalizações decorrentes de decisões judiciais. São eles:

– Votação Candidato Município Zona;
– Votação Partido Município Zona;
– Detalhe Votação Município Zona;
– Prestação de Contas;

– Consulta Candidatos.

Já os arquivos Boletim de Urna, Correspondências Esperadas e Correspondências Efetivadas não sofrem alteração. Há, inclusive, um hash que permite verificar a integridade do arquivo e verificar que não foram alterados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui