TVT processa emissoras que utilizaram suas imagens na prisão de Lula

0
608

O coordenador da Rede TVT, Paulo Salvador, a emissora ligado ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, vai processar  as redes Globo e Bandeirantes e os jornais O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo, além de outros veículos, por uso indevido do seu link durante as transmissões da vigília do ex-presidente Lula e da missa em homenagem à Dona Marisa.

“Foi pouco ético e é claro que isso tem direitos autorais. Vamos colocar o nosso departamento jurídico pra estudar o assunto. Estamos capturando todas as imagens e vamos tomar as providências. Não pediram nem autorização, coisa que eles costumam fazer, mas desta vez nos ignoraram completamente e colocaram o link no ar”, disse o coordenador.

A TV dos Trabalhadores, mais conhecida como Rede TVT, não era a única emissora com acesso às dependências da sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, durante a vigília do ex-presidente Lula, que começou na última sexta-feira (07), “mas, com certeza, era a única bem vinda ao local”, destacou o portal Vermelho – www.vermelho.org,br – ligado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

“O que acontece é que temos uma solidariedade impressionante do pessoal da base. Eles nos ajudam, abrem espaço, carregam equipamento. As pessoas estão encontrando na gente uma fonte autêntica das informações. Pelos informes que nós temos de Ibope, nós passamos a Globo na manhã deste sábado”, acrescentou Salvador.

Por conta disto, o seu sinal foi usado indevidamente por quase todas as grandes empresas de comunicação do país, incluindo ai a Rede Globo, Band, Estadão e Folha de S.Paulo, sem autorização alguma para isso.

A GloboNews, por exemplo, ficou ao vivo com o link da TVT praticamente toda a manhã de sábado, além de fazer várias chamadas em outros horários durante todo o episódio. De acordo com a postagem do editor de vídeo da emissora, Ricardo Bazan, além de usarem o “link” de forma indevida, alguém da Globo ligou e pediu: “Olá, aqui é da Globo, vocês podem tirar essa tarja da imagem? Está atrapalhando a nossa transmissão”.

Paulo Salvador essaltou ainda que “todos eles estavam lá com equipamentos poderosos. Nós não tivemos nenhuma acesso privilegiado. Eles estavam com uma parafernália grande, inclusive com helicópteros e preferiram usar o nosso conteúdo, então isso contempla a qualidade do nosso trabalho. Em tempos de internet estamos viabilizando uma TV aberta contra todos os prognósticos. Nós não nos chamamos de TV Alternativa, mas de TV substitutiva”, brincou.

(Com dados e imagem do Portal Vermelho)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação