Universidade Federal realiza evento para debater o uso medicinal da maconha

0
1037

Aevento de natureza internacional promovido pelo

O Laboratório de Processamento da Informação Biológica (PIB) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) realizará dias 22 e 23 deste mês, a “International school on machine learning for neural disorders caused by zika virus”, evento que reunirá palestrantes de diversos países como Índia e África do Sul, com intuito de debater a Síndrome Congênita do Zika Vírus (SCZV), uso medicinal da Cannabis (mais conhecida como maconha) no tratamento de doenças neurodegenerativas, além do desenvolvimento e aplicação de técnicas de aprendizado de máquina em pesquisas na área da saúde.

O evento ocorrerá no auditório da Pós-graduação de Ciências da Saúde e no Complexo Pedagógico Paulo Freire, com abordagem de temas como o uso da inteligência artificial no auxílio de diagnóstico de saúde, além do uso de substâncias presentes em ervas medicinais para tratamento de doenças como a microcefalia.

Em maio deste ano a Anvisa publicou Resolução que inclui a erva “Cannabis sativa” no código farmacêutico brasileiro. Desde então intensificaram-se os debates e discussões sobre o uso medicinal do canabidiol, ou CDB (substância presente na erva).

Em 2015 a própria Anvisa já havia admitido que o uso do canabidiol possui propriedades terapêuticas por conseguir controlar convulsões em epilepsias de difícil controle. No mesmo ano a Anvisa reconheceu o Tetrahidrocannabinol (THC), outra substância com potencial terapêutico presente na erva, ou seja, os dois compostos da planta – o vegetal in natura, da mesma forma que se consome, não apenas componentes químicos – tem competência medicinal.

Confira a programação:

Quarta-feira (22)

Localização: Centro de Pesquisa da Pós – Graduação Centro de Ciências Biológicas e da Saúde

 

  • 09h – Palestra Antonio Augusto Moura da Silva (UFMA, Brasil)
  • 10h – Análise da vasculatura retiniana e parâmetros do olho-olhar para identificar a diferença entre o caso e controlar as crianças, por Dinesh Kumar (RMIT University, Austrália).
  • 11h – Conceber o pensamento como uma rota para inovação em saúde e engenharia biomédica baseada em necessidades, por Tania Douglas (Universidade de Cape Town, África do Sul)
  • 14h – As malformações cerebrais e do tronco encefálico estão associadas a paroxismos epileptiformes em pacientes com síndrome congênita do vírus Zika, por Claudio Queiroz (Instituto do Cérebro, UFRN)
  • 15h – O epitélio olfatório embrionário como uma possível rota para a infecção cerebral do vírus Zika, Eduardo Sequerra (Instituto do Cérebro, UFRN)
  • 16h – Casa de Apoio Ninar: Um Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, por Patricia Sousa (UFMA, Brasil)

Quinta-feira(23)

Centro Pedagógico Paulo Freire

  •  14h – Uso medicinal da Cannabis: Tratamento de doenças neurodegenerativas, mesa redondada moderada por Allan Kardec Duailibe Barros Filho (UFMA, Brasil) e participação de Katy Lísias de Albuquerque (UFPB, Brasil), Patricia Sousa (UFMA, Brasil), Ricardo Ferreira (Especialista em dor e cirurgia de coluna)
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação