Urawa Reds vence jogo contra León e vai à semifinal contra o Manchester City

1

Campeões asiáticos batem time mexicano por 1 a 0

Num jogo de disputa intensa pela bola e poucos espaços, o atacante Alex Schalk aproveitou uma breve oportunidade para fazer o gol da vitória do Urawa Reds sobre o Club León, pelas quartas de final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA Arábia Saudita 2023. No outro jogo, o Ah Ahly, do Egito, venceu o saudita Al-Ittihad por 3 a 1, e enfrentará o Fluminense, na próxima segunda-feira (18).

Após um triunfo por 1 a 0, em Jidá, o time nipônico entra em concentração para uma parada duríssima: desafiar o Manchester City na semifinal, em jogo marcado para terça-feira (19), às 15h (de Brasília).

O duelo entre os campeões asiáticos e o campeão da região da CONCACAF foi bastante travado, com ambos os sistemas defensivos prevalecendo. As duas boas chances de gol do primeiro tempo só vieram com bolas enfiadas em profundidade num raro momento em que os homens de frente se viram em posição livre para buscar o arremate.

A primeira veio com os Reds. aos 18 minutos. O meio-campista Yoshio Koizumi fez um grande lançamento quase da linha central, projetando o corte em diagonal de Okubo, que acabou saindo de cara para o gol. Mas o arqueiro Rodolfo Cota estava muito atento e saiu para fazer a defesa, que foi praticamente um bloqueio, por estar em cima do lance.

O León demorou um pouco mais para ameaçar. Aos 32 minutos, foi a vez de Fidel Ambríz fazer ótimo passe para encontrar José Alvarado na grande área, à esquerda. Alvarado fez o domínio e encheu o pé, mas teve seu chute interceptado pelo zagueiro dinamarquês Alexander Scholz.

A volta do intervalo não apresentou mudanças muito dignificantes na dinâmica do confronto. E coube a mais um dos estrangeiros do Urawa, o holandês Schalk, fazer mais uma intervenção decisiva a favor da equipe. Dessa vez para definir a partida.

Depois de lançamento à entrada da área, Schalk brigou no mano a mano, e a bola sobrou para o astro José Kanté. O centroavante agiu rápido e a devolveu para o companheiro de ataque, que havia saído do banco de reservas na segunda etapa. O veterano de 31 anos, produto das categorias de base do Breda, teve frieza para esperar o momento certo para tocar rumo à rede, diante do goleiro Cota e outros defensores que tentavam cercá-lo.

(Com dados e informações da Fifa)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui