Valdemar Costa Neto ameaça retaliar politicamente punição de Alexandre de Moraes contra o PL

65

Partido foi multado em R$ 22,9 milhões

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, marcou um jantar esta terça-feira (29) com integrantes da legenda no Senado e na Câmara para discutir alguns assuntos, dentre eles, a articulação de uma retaliação contra o ministro do Supremo, Alexandre de Moraes. A informação é da coluna de Lauro Jardim do jornal O Globo,  segundo a Agência Sputnik.

“Depois que a sigla recebeu uma multa de R$ 22,9 milhões por ter contestado, sem provas, urnas eletrônicas que foram utilizadas nas eleições deste ano, o cacique do PL estaria articulando nos bastidores para desacelerar votação de PEC”, destaca a agência russa.

Ainda de acordo com o colunista de O Globo, o líder do PL estaria aventando a possibilidade de bloquear votações, como a da PEC da Transição, em resposta às decisões recentes de Moraes, que bloqueou as contas da legenda e aplicou uma grande multa por litigância de má-fé após o questionamento das urnas eletrônicas.

Para o PT, a estratégia se posta em prática seria péssima, visto que o novo governo quer que a PEC tramite com rapidez no Congresso.

“O Valdemar sabe que na esfera jurídica não tem chance, por isso quer mudar a arena da disputa para a política”, disse um dirigente do partido citado pela mídia.

O colunista Lauro Jardim ainda afirma ainda que outra pauta no jantar desta terça seria a indicação de um integrante do partido à presidência da comissão mais importante do Senado e da Câmara, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

O PL, de acordo com interlocutores de Valdemar, não abre mão das duas CCJs.

(Com informações da Agência Sputnik)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui