Vale inaugura no município de Alto Alegre do Pindaré primeira escola bilíngue do Maranhão

0
78

O município de Alto Alegre do Pindaré inaugurou na última semana a primeira escola bilíngue de Educação 4.0 do Maranhão com capacidade para atender 150 estudantes. A escola é fruto de uma parceria entre a Vale, que financiou o projeto; a Prefeitura Municipal de Alto Alegre do Pindaré, responsável pela execução da obra e gestão durante as aulas; e o Consórcio Intermunicipal Multimodal (CIM).

Ainda em julho, outra escola financiada pela Vale foi entregue à comunidade rural de Mineirinho. Além da construção de escolas, nos últimos dois anos, quase cem mil pessoas foram beneficiadas por outros investimentos da empresa no município, que é vizinho à Estrada de Ferro Carajás.

De 2018 a julho deste ano, a Vale já financiou a construção de três escolas, duas unidades básicas de saúde (UBS) e melhorou as condições de estradas vicinais que servem as comunidades rurais de Alto Alegre do Pindaré. Os bairros beneficiados diretamente foram Vila Fufuca, Mineirinho, Bacuri, São Miguel, Três Bocas e Arapapá. A empresa doou ainda trilhos que foram aproveitados na construção e melhoria de pontes.

Nestes projetos, participam da parceria a Prefeitura Municipal executando os projetos; o Consórcio Intermunicipal Multimodal, que representa o interesse de municípios vizinhos à Estrada de Ferro Carajás; e a Vale, que financia as obras.

Outra forma de apoio, acontece em parceria com as Associações de Moradores com projetos voltados à geração de renda, com fomento a negócios sociais que valorizam a vocação de cada comunidade. Isso inclui negócios nas áreas de panificação, avicultura, bovinocultura, beneficiamento de polpas de fruta, suinocultura, melhoria de instalações físicas e produção de farinha, além de um trabalho especifico com as mulheres para qualificação de doces e salgados.

Fundação Vale – Atualmente, a Fundação Vale também desenvolve em Alto Alegre do Pindaré o projeto Ciclo Saúde, voltado ao fortalecimento da Atenção Básica nas Unidades Básicas de Saúde do município. Durante a pandemia da Covid-19, a Fundação redirecionou ações do programa para tratamento de pacientes com o novo coronavírus e proteção de profissionais de saúde, doando equipamentos e insumos para identificação e tratamento aos pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Entre os itens doados estão oxímetros portáteis com sensor adulto e pediátrico, termômetro infravermelho, EPIs como máscaras N95, FFP2 ou similares e luvas. O Ciclo Saúde tem a parceria técnica do Centro de Promoção da Saúde (CEDAPS) e o Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família da Estácio de Sá.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação