Vale mantém 12 mil empregos e gera R$ 396 milhões em impostos no Maranhão

0
217

Em 2020 foram investidos R$ 2,1 bilhões em compras locais

Uma publicação lançada esta semana resumiu a atuação da Vale no Maranhão em 2020. Mesmo em um cenário desafiador marcado pela pandemia da Covid-19, foram mantidos 12 mil empregos diretos e indiretos entre janeiro e dezembro, gerando em massa salarial um total R$ 639 milhões, dinheiro que circulou na economia, beneficiando diversos segmentos, entre eles o comércio.

Ainda em 2020, foram investidos R$ 2,1 bilhões em compras locais. Desse total, 144 empresas genuinamente maranhenses faturaram R$ 345 milhões. Em impostos, foram recolhidos R$ 396 milhões (ICMS e ISS), volume quase 80% maior que o montante de 2019. No estado, a empresa opera a Estrada de Ferro Carajás, Usina de Pelotização e o Porto de Ponta da Madeira.

Na área social, foram investidos R$ 87 milhões, viabilizando projetos de geração de renda, saúde e educação ao longo de toda a ferrovia. Ao todo, 84 iniciativas foram apoiadas, como as Casas de Farinha, que dão sustento a famílias nos povoados de Água Branca e São Raimundo, no município de São Pedro da Água Branca; e Três Bocas, em Alto Alegre do Pindaré.

Os desafios impostos pela pandemia também exigiram novas formas de apoio por parte das empresas. Neste sentido, a Vale firmou parcerias com as Prefeituras e Governo para a doações de equipamentos de proteção individual, materiais hospitalares, alimentos, além de novos espaços e recursos para saúde.

Um dos destaques, foi a construção de um hospital de campanha em Açailândia, com capacidade para 60 leitos, incluindo unidades de terapia intensiva. Durante seu funcionamento, o hospital atendeu 502 pacientes de 33 cidades vizinhas. “O Hospital ajudou muito, tanto a mim quanto a tantos outros pacientes que também tiveram alta e foram curados da COVID-19.” André Ferreira, morador da Vila Ildemar, Açailândia.

A luta contra o coronavírus incluiu ainda a doação de 7,7 milhões de itens ao poder público e a instituições maranhenses, como Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), testes rápidos, álcool em gel etc.

Cuidados e proteção – Declarada desde o início da pandemia como um serviço essencial pelo Ministério de Minas e Energia, a atividade de mineração, que é base de todas as outras indústrias, manteve suas operações em funcionamento durante todo o ano de 2020. Para tanto, a Vale adotou em todas as suas operações diversas medidas de proteção, que incluíram a redução do efetivo administrativo e operacional nas suas unidades, triagem diária, protocolos para distanciamento social, higienização, uso de máscaras e testagem em massa.

Royalties da mineração – Outro recurso que contribui para o desenvolvimento do município, refere-se à Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM). Com a mudança na lei federal que regulamenta distribuição do imposto, os municípios influenciados pela infraestrutura logística da mineração (ferrovias, dutos e portos) também passaram a ser contemplados.

Os valores são repassados pela Vale à Agência Nacional de Mineração (ANM), que é responsável pela distribuição dos recursos aos municípios conforme cálculo previsto na nova lei. Para saber mais sobre a distribuição dos royalties, acesse o site da ANM.

Produção em 2020 – Em 2020, a Estrada de Ferro Carajás transportou um total de 196 milhões de toneladas de minério e carga geral. Já o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira embarcou 191 milhões de toneladas.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação