Mais de 39 milhões de toneladas de cargas pela Ferrovia Carajás

0
684

A Estrada de Ferro Carajás (EFC) movimentou 39,8 milhões de toneladas de cargas no primeiro trimestre deste ano. O minério de ferro foi o principal produto transportado pela ferrovia, totalizando 38,9 milhões de toneladas no período.

No Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (TMPM) foram embarcadas 37,2 milhões de toneladas de produtos no primeiro trimestre do ano. Deste total, 37,05 correspondem ao transporte de minério de ferro.

Para suportar as operações locais, a Vale desembolsou (entre custeio e investimento) um total de US$ 532,4 milhões no Maranhão entre janeiro e março de 2017, um acréscimo de 48% em relação ao trimestre anterior. Desse montante, US$ 16,5 milhões foram destinados à área socioambiental no período.

O Sistema Norte, que compreende as operações de Carajás, Serra Leste e S11D, atingiu um recorde para um primeiro trimestre de 36,0 Mt no 1T17, ficando 11,1% maior do que no 1T16, como resultado do ramp-up de S11D, que está avançando conforme o planejado. A produção foi 11,4% menor do que no 4T16 devido à usual sazonalidade climática no 1T17.

Expansão – O projeto S11D (incluindo mina, usina e logística associada – CLN S11D) alcançou 88% de avanço físico consolidado no 1T17, sendo composto por 98% de avanço físico na mina e 80% na logística. A duplicação da ferrovia alcançou 66% de avanço físico, com 367 km de ferrovia duplicados. Duplicação de 570 km da estrada de ferro, incluindo a construção de um ramal ferroviário com 101 km. Aquisição de vagões, locomotivas e expansões on-shore e off-shore no terminal marítimo da Ponta da Madeira.

A duplicação da ferrovia alcançou 66% de avanço físico, totalizando 367 km entregues. A expansão do porto on-shore alcançou 89% de avanço físico

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação