Valéria Macedo pede que Estado intensifique combate à violência contra mulher

0
515

Tímida diante da grave denúncia de agressão contra o deputado Cabo Campos, que teria agredido sua esposa, Maria Campos, a deputada Valéria Macedo (PDT), procuradora da Mulher na Assembleia, se encorajou para num evento ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB), em Imperatriz, para pedir que o Estado intensifique o combate à violência doméstica contra as mulheres no estado do Maranhão .

“Apesar dos investimentos que o governo tem feito no combate a todo tipo de violência contra mulheres, como a  criação e instalação  de delegacias especializadas, o departamento de feminicídio, a coordenação das delegacias da mulher e a construção e instalação da Casa da Mulher maranhense em Imperatriz, um pleito antigo que tenho feito, solicito que intensifique, ainda mais, os investimentos nessa área porque ainda é muito alto o índice de violência contra as mulheres maranhenses. Essa situação é intolerável e não podemos conviver com isso”, disse Valéria Macedo.

No próximo dia 8 de março será comemorado o Dia Internacional da Mulher e dia 11 é o Dia da Mulher Maranhense, data fixada em homenagem ao nascimento da escritora maranhense Maria Firmina dos Reis. A expectativa é saber o que bancada feminina vai fazer para investigar o colega de parlamento.

Para Valéria Macedo, as mulheres maranhenses precisam cada vez mais se sentirem encorajadas para denunciar seus agressores e dizer um definitivo não às diversas formas de violências de que são vítimas, mas quando colocada diante do caso de Cabo Campos, disse que aguarda decisão da Justiça, o que em nada impede de acioná-lo na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar.

“Nós mulheres precisamos contar com as políticas permanentes de combate a violência em geral, especialmente violência doméstica. Somos cerca de 52% da população do Maranhão, ou seja, mais da metade da população maranhense é formada por mulheres, que precisam de mais atenção do estado”, acrescentou a Procuradora da Mulher na AL, Valéria Macedo.

A Procuradoria da Mulher na AL do Maranhão tem  cumprido seu papel no combate à violência doméstica e de outras formas de violência contra as mulheres. O Ministério Público maranhense, o Judiciário e as polícias civil e militar, e demais órgãos da mesma forma tem combatido. Ainda assim, segundo Valéria, é preciso mais recursos, tais como,  delegacias especializadas, aparelhos de acolhimento das mulheres na saúde e no trabalho, estruturas de prova técnica e científica para instrumentalizar os inquéritos, interiorização desses aparelhos, além de recursos humanos recrutados em concurso público para prover cargos delegados, peritos médicos, enfermeiros e psicólogos.

“A pauta das mulheres entrou definitivamente na agenda política do estado e da sociedade brasileira e maranhense e não vamos sair dessa luta enquanto não forem equacionados os principais problemas que nos afligem” concluiu a procuradora.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação