Carros a diesel já vêm com sistema SCR a partir de 2022; medida reduz em até 90% a emissão de poluentes

0
228

Legislação exige nova tecnologia para carros de passeio

Os veículos leves ou carros de passeio, nos modelos SUV, que são abastecidos com diesel, devem vir com o sistema SCR (do inglês, redução catalítica seletiva) a partir de 2022. A tecnologia utiliza Arla-32 e reduz em até 90% a emissão dos particulados e dióxido de nitrogênio, gás tóxico eliminados pelo escapamento dos carros.
O Agente redutor liquido automotivo, ou Arla-32, como é conhecido no mercado, é peça fundamental nas políticas do Proconve (Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores), uma iniciativa que desenvolve legislações a partir de órgãos públicos para melhorar a qualidade do ar que respiramos.
No Norte e Nordeste do Brasil, a maior produtora do agente é a indústria Ipê Química, com fábricas em três estados e ampla distribuição, sendo um dos maiores players do país. Sobre a ação do Arla-32, o sócio do Grupo Ipê, João Paulo Stuart, pontua:
“O uso do Arla-32 ultrapassa a missão sustentável, que é fundamental para nós e para as próximas gerações, mas é também uma maneira de garantir a boa performance dos motores à diesel, uma problemática que há tempos vinha sendo debatida, em relação ao alto índice de poluição que essa modalidade trazia”, explica.

“Assim como em outros segmentos, é necessário ter atenção aos produtos “piratas” e sem credibilidade. Por se tratar de um agente essencial, que atua diretamente nos veículos, é preciso que seja escolhida uma marca consolidada e que fabrica dentro das especificações das normas técnicas e certificações do Inmetro. Utilizar um produto fora de especificações, sem a qualidade necessária, não reduz a emissão de gases poluentes e traz uma série de danos ao motor, desde o desempenho até a dificuldade em dar partida no veículo. Além disso, as fiscalizações do Ibama em parceria com a PRF conseguem detectar esse tipo de artimanha, podendo aplicar multas e configurar crime ambiental”, explica Nonato Prado Filho, sócio da Ipê Química.
Garantir um ar mais limpo faz parte do papel social e ambiental das empresas, iniciativas que têm valor para a consolidação de nomes referência no mercado. O desenvolvimento de uma sociedade sustentável é compromisso da Ipê Química.
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui