Vencedores do Empresas do Ano revelam curiosidades sobre o início de seus negócios

47
Gonçalves Júnior: Centro Elétrico nasceu quando São Luís nem tinha energia elétrica

Empresários narram como todo começou em suas empresas

Três curiosidades foram reveladas nos discursos dos representantes das homenageadas, dia 16, com o Prêmio Empresas do Ano pela Associação Comercial do Maranhão. Núbia de Souza, da Dinâmica Contabilidade, por exemplo, lembrou que abriu sua empresa com apenas um cliente, que pagava R$ 300 por mês, ou seja, não dava nem para manter a
sala, mas não desistiu e agora veio o maior reconhecimento.

Rodrigo Marques, do COC, recordou que os pais, Cidinho e Lou Marques, começaram com um pequeno curso de lingua inglesa, o Yazigi, e hoje têm um dos maiores complexo educacionais do Maranhão, e José Gonçalves Júnior destacou a ousadia
do avô José Gonçalves ao fundar o Centro Elétrico quando ainda nem havia luz
elétrica em São Luís. “Mas ela um dia vai chegar”, dizia ele.

Sobre o significado da premiação, Núbia de Souza classificou o momento como
especial

Núbia Souza, da Dinâmica Contabilidade

“Hoje estar aqui recebendo este prêmio, se torna um grande e especial momento
Acredito que cada um traz um consigo o seu conceito de sucesso, e posso afirmar que o prêmio, simboliza, sim, sucesso profissional, principalmente por ser a primeira empresa do seguimento de serviços contábeis a ganhar esse prêmio, e mais ainda por saber que todas as finalista foram do segmento de contabilidade”, disse ela.

José Gonçalves Júnior, que, na condição de diretor, dá continuidade ao trabalho da família à frente do Centro Elétrico, destacou que “é uma história de muita responsabilidade que só temos a agradecer e a contar! Vamos fazer cem anos em 2023 e o prêmio vem num grade momento de consolidar nossos valores, um trabalho guiado com honestidade, de acreditar nas pessoas e no desenvolvimento do Maranhão.

Rodrigo Marques falou em nome do COC

Rodrigo Marques, por sua vez, disse que uma das principais missões do COC é formar líderes que possam colocar o Maranhão numa posição de destaque em nível mundial. Para ele, é bom saber que uma escola com alto padrão de qualidade de ensino não se encontra apenas nos Estados Unidos ou em São Paulo, mas em São Luís também.

Premiação – Para o presidente da ACM, Cristiano Barroso Fernandes, o PEA se destaca como um prêmio de alto valor e que expressa a opinião dos associados da entidade que,
por meio de voto direto reconhecem esforço e ações empreendedoras dos empresários maranhenses, sendo uma forma também de fomentar mais competitividade no
mercado, já que o prêmio incentiva práticas de excelência dentro das organizações.

O PEA é realizado desde 1987, contudo, passou por grandes reformulações nos últimos anos, e a mais recente, já na gestão do presidente Cristiano Barroso Fernandes, define que as empresas são premiadas no mesmo ano de sua eleição. Apenas em 2020, devido à pandemia da Covid-19, é que não houve solenidade de entrega (o ciclo 2019 foi realizado em 2021).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui