Vendas de automóveis despencam 25,3% em São Luís no mês de março, segundo a Fenabrave

0
546

AQUILES EMIR

As vendas de automóveis e comerciais leves despencaram 25,5% em março na comparação com fevereiro, queda provocada, principalmente, pelas restrições impostas ao comércio pelo Governo do Estado na segunda quinzena do mês passado. Apesar de enquadrado na mesma proibição de funcionamento o segmento de motocicletas apresentou, ainda que tímido, um saldo positivo.

De acordo com os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), no mês passados foram comercializado na capital do Maranhão apenas 754 automóveis contra 1.010 de fevereiro, o que dá uma diminuição de 25,35%, enquanto os comerciais leves foram 121 contra 165, ou seja, -26,67%. Somados, esses dois segmentos totalizaram 875 unidades vendidas, enquanto em fevereiro foram 1.175.

Na comparação com o exercício anterior, a queda é mais acentuada: 33,91%. No mesmo mês, ano passado, foram comercializados 1.324 veículos desses modelos, segundo a Fenebrave.

A mesma tendência foi verificada no estado como um todo. Os dois segmentos totalizaram 1.684 vendas em março contra 2.197 de fevereiro, o que representa uma queda de 23.36%. Na comparação com março de 2019, a queda foi de 28,40%, já que tinham sido 2.352 no mesmo mês daquele ano.

Emplacamentos de veículos em São Luís no mês de março:

Outros segmentos – Os segmentos de veículos pesados e duas rodas, por sua vez, tiveram resultados positivos. No estado, foram comercializados 109 ônibus e caminhões em março contra 98 de fevereiro, ou seja, aumento de 11,2%, sendo que em São Luís essa diferença foi de 58 a 40 (45%).

Quanto às vendas de motocicletas, em São Luís elas tiveram aumento de 3,27% em março na comparação com fevereiro. Foram 442 unidades mês passado contra 428 do mês imediatamente anterior, mas o mesmo não se verificou em relação às vendas do estado como um todo, pois houve queda de 0,89%, com 3.355 vendas em março e 3.385 em fevereiro.

Para Cristino Jardim, diretor comercial do Grupo Alvorada Motos, revendedor Honda, os números retratam a evolução que o setor vinha tendo desde o início do ano, já que as concessionárias ficaram proibidas de funcionar apenas seis dias, porém este mês a queda deve ser brutal, já nos últimos dez dias as vendas estão praticamente zeradas.

Emplacamentos de veículos no Maranhão no mês de março:

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação