Vendas de veículos no Maranhão aumentam mais de 56% em maio na comparação com abril

0
808
Modelos mais sofisticados ganham preferência dos consumidores de veículos em São Luís

AQUILES EMIR

O mercado de veículos no Maranhão registrou em maio um de seus melhores desempenhos dos últimos anos, ao registrar um volume de 7.636 emplacamentos, o que corresponde a um aumento de 56,80% na comparação com abril, que teve um registro de 4.870, e de 7,07% em comparação a maio de 2016, quando as vendas no estado somaram 7.132. Proporcionalmente, o segmento de veículos pesados foi o que registrou maior crescimento (72,15%), com o registro de 136 veículos (108 caminhões e 28 ônibus) contra 79 do mês de abril (63 caminhões e 16 ônibus).

De acordo com os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), no que se refere ao acumulado do ano, o desempenho dos quatro primeiros meses deste ano, que foi de 32.611, é negativo na comparação com o mesmo período de janeiro a abril de 2016, quando foram emplacados 36.160, ou seja, 9,81% a menos.

Com relação às vendas de abril, o segmento de automóveis e comerciais leves registrou 2.359 emplacamentos contra 1.541 de março, o que representa um crescimento de 53,08%. As vendas de automóveis registraram 1.918 unidades, um aumento de 50,79% em relação a março, quando foram vendidos 1.272, isto é 646 unidades a mais. O desempenho de maio foi favorecido porque o mês teve menos feriados do que abril, e também porque há um sentimento de estabilidade econômica, além de uma maior flexibilidade do sistema financeiro.

Outro segmento que teve crescimento expressivo foi o de motocicletas, que registrou aumento de 58,32%, com um volume de 5.022 unidades comercializadas contra 3.172 de março. Cristino Jardim, diretor comercial da Alvorada Motos, concessionária Honda, explica que os veículos duas rodas sempre mantiveram vendas satisfatórias. Ele diz que a maioria dos consumidores é de pessoas com baixa renda, que buscam um meio mais fácil de locomoção ou mesmo desempenhar alguma atividade autônoma, como mototaxista, motoboy, entregador de gás, água etc, sem falar naqueles que utilizam para atividades rurais, até em substituição ao animal.

O executivo diz ainda que as próprias concessionárias têm se encarregado de atrair clientes para o sistema financeiro, colocando consultores para orientá-los sobre como solicitar um empréstimo bancário, já que boa parte não tem acesso a esses serviços. Quando o financiamento bancário não sai, algumas concessionárias, como é o caso da Alvorada, fazem o empréstimo direto.

Capital – Com relação à capital, os números da Fenabrave indicam que dos 7.636 emplacamentos de abril, 1.979 foram em São Luís, que teve uma variação positiva de 51,76% em relação a março, que registrou 1.304 vendas. Por segmento, foram 1.300 automóveis e comerciais leves, 77 veículos pesados e 593 motocicletas, além de 20 outros (quadriciclos, máquinas agrícolas etc). Verifica-se, por esses números, que o grande volume do interior é para motos, pois as vendas da correspondem a menos de 10% das registradas no estado.

Ainda de acordo com a estatística, no acumulado do ano São Luís tem 8.497 emplacamentos contra 8.734 de março, o que significa uma variação negativa de  2,71%. Já a comparação de maio deste ano com o mesmo mês de 2016, que teve um volume de 1.909, a variação positiva foi de 3,67%.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação