Vendas de veículos no Maranhão diminuem 17,99% em setembro comparadas com agosto

0
798
Modelos mais sofisticados ganham preferência dos consumidores de veículos em São Luís

Na comparação com setembro de 2016, houve aumento de 1,84%

AQUILES EMIR

As vendas de veículos novos no Maranhão registraram em setembro uma queda de 17,99% na comparação com agosto, segundo números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgados nesta terça-feira (03). Apesar do desempenho negativo em relação ao mês anterior, na comparação com setembro de 2016, houve um aumento de 1,84%.

De acordo com os dados da entidade, foram comercializadas mês passado 6.195 unidades de todos os segmentos, enquanto no anterior tinham sido 7.554. Em setembro do ano passado, foram 6.083. No segmento de automóveis e comerciais leves, foram comercializados 2.203 veículos contra 2.878 em agosto, o que representa uma queda de 23,45%. Já em setembro de 2016 foram 1.737 e isto significa uma variação positiva de 26,83%.

Quanto aos veículos pesados (ônibus e caminhões) foram registradas 95 vendas em setembro contra 126 de agosto, isto é, uma redução de 24,60%. Na comparação com setembro de 2016, quando foram vendidos 97, houve uma queda de 2,06%. Já as motocicletas registraram vendas de 3.808 unidades em setembro contra 4.421 de agosto, isto é, -13,87%. Em setembro de 2016 foram vendidas 4.115, o que representa uma retração de 7,46%.

No acumulado do ano, o Maranhão registrou nos nove meses 59.484 vendas contra 63.671 do mesmo período de 2016, ou seja, houve uma queda de 6,58%.

Veja no quadro os números sobre as vendas de veículos no Maranhão:

Brasil – No que diz respeitos ao desempenho nacional, a Fenabrave informa que as vendas de veículos novos aumentaram 24,5% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado. No mês passado, foram vendidas 199.227 unidades, contra 159.953 de um ano antes. No acumulado do ano, o total é de 1,62 milhão de unidades vendidas, ou 7,356% a mais do que de janeiro a setembro de 2016.

O resultado global de setembro foi 7,36% inferior ao de agosto, quando foram comercializados 217 mil veículos. Considerando que setembro teve três dias úteis a menos, a média diária do mês passado foi maior. Por isso, a análise dos números do ano revela um cenário de recuperação consistente do setor este ano.

Com 193,5 mil emplacamentos, automóveis, furgões e picapes foram os maiores responsáveis pela alta no setor, com crescimento de 24,9% na comparação anual e de 7,86% no acumulado do ano diante de igual período de 2016.

O aumento na comercialização de ônibus foi ainda maior. No mês passado, foram vendidas 1.105 unidades, o que representa 33% a mais do que em setembro de 2016. A venda de caminhões também cresceu, mas ainda em ritmo menor. A venda de 5.647 unidades representou alta de 9,3%.

A expansão na comercialização dos pesados, no entanto, ainda não é suficiente para compensar os números ruins do início do ano. No período de janeiro a setembro deste ano, ainda há uma redução de 7% sobre 2016.

O mercado de motocicletas foi o único que apresentou resultado negativo em setembro, na comparação com um ano antes. Foram vendidas no mês passado 66.237 motocicletas, 4,9% a menos que em setembro de 2016.

(Com dados da Agência Brasil)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação