Veterinário diz que matou cliente porque estava sendo filmado na hora da discussão

0
8192
Após prestar depoimento, Daniel Leite Cardoso foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exames de corpo de delito. Em seguida, ele foi levado para o Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Autor do crime já se encontra no Centro de Triagem de Pedrinhas

AQUILES EMIR

Irritado porque estava sendo filmado pelo cliente, no momento em que se desentenderam por causa do valor do tratamento de um gato, o médico veterinário Daniel Leite Cardoso decidiu descarregar seu revólver e matar o empresário José Eduardo Viegas, de 39 anos. Esta foi a versão narrada por ele nesta sexta-feira (11), ao se apresentar na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa em São Luís.

De acordo com o delegado Lúcio Reis, a narrativa do veterinário não contrariou as informações que a polícia tinha sobre o caso desde a ocorrência, quarta-feira (09), quando o autor do crime e sua vítima se desentenderam no interior da Prontoclínica Veterinária, no bairro do Monte Castelo, em São Luís.

A briga foi motiva pela discordância de José Viegas com o valor do tratamento ao seu gato. Os dois começaram a discutir e partiram para as ofensas verbais. Daniel ficou irritado ao perceber que o cliente o estava filmando, imagens que poderiam servir tanto para exposição nas redes sociais quanto para embasar um embate na esfera judicial, e foi buscar o revólver, que guardava numa dependência da clínica.

Segundo ele, ao pegar a arma, queria apenas se proteger, já que pressentiu que a discussão poderia descambar para agressão física, e, ao perder o controle emocional, fez os disparos.

O médico, que foi transferido para a Central de Triagem de Pedrinhas, onde aguardará audiência de custódia, diz não lembrar quantos disparos efetuou, mas recorda não ter tido, em nenhum momento, intenção de parar com a ação.

Além do assassinato de Viegas, que era dono de uma pizzaria no bairro do São Francisco, o veterinário responderá poder ter alvejado também a esposa deste, que levou um tiro em uma das mãos.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui