Vice-governador Carlos Brandão abre vacinação dos profissionais de educação

0
91

Estão sendo vacinados profissionais da educação com idade a partir de 55 anos

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) abriu, nesta terça-feira (20), a vacinação de profissionais que atuam na área da Educação, nas redes estadual e federal. Os secretários da Saúde, Carlos Lula, e da Educação, Felipe Camarão, também acompanharam o início da vacinação no IEMA Rio Anil (antigo Cintra).

“É um grande avanço este que estamos conquistando. Já fizemos a imunização dos profissionais da saúde, dos da segurança, e agora chegamos aos da educação. A vacinação deste público nos deixa ainda mais otimistas, uma vez que temos dado passos cada vez mais promissores no combate ao coronavírus”, disse Carlos Brandão.

Neste primeiro momento estão sendo vacinados os profissionais da educação que estão na ativa, com idade a partir de 55 anos. Para tornar a aplicação mais dinâmica, o Governo do Estado adotou a estratégia de apoiar municípios.

Nas cidades de São Luís e Imperatriz, por exemplo, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) fará a vacinação de profissionais das redes estadual e federal, enquanto que os das redes municipal e particular ficarão sob a responsabilidade das prefeituras.

De acordo com o secretário Carlos Lula, o governo tem prestado relevante apoio no processo de imunização. “O que temos pedido a todos os prefeitos é que possamos vacinar mais e mais rápido. Por isso, o governo não tem medido esforços para agilizar a vacinação e, assim, ampliar o número de pessoas protegidas”, pontuou.

Segundo o secretário Felipe Camarão, o momento é uma grande conquista para os profissionais da educação. “Há pouco mais de um ano, as nossas escolas precisaram ser fechadas em respeito à vida, à saúde e à biossegurança de todos. A nossa expectativa é que, após a vacinação, retornemos de modo híbrido com segurança e, com o avanço nas demais faixas etárias, fazermos o retorno presencial 100% a partir do próximo ano”, destacou.

Para receber a primeira dose, os profissionais devem ter em mãos RG, cartão do SUS, cartão de vacinação e o contracheque ou declaração da instituição (com CNPJ).

Professora há 42 anos, Angela Souza foi uma das primeiras a serem vacinadas. Ela, que também estava aniversariando nesta terça-feira, não poderia esperar um presente melhor. “Estou muito feliz pelo trabalho da Saúde, que tem sido magnífico. Feliz por ter sido lembrada e por estar sendo valorizada depois de uma trajetória longa de lutas. Viva o servidor público! Viva o SUS!”, comemorou.

Quem também compartilhou do momento ímpar foi a diretora e professora do Curso de Letras, Meire Joice Paranaguá, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). “Em primeiro lugar, eu agradeço a Deus, pois é um alívio saber que nós da Educação somos prioridade para receber a vacina. Esperamos que isso acelere o retorno às aulas presenciais, uma vez que isso também propicia a diminuição das desigualdades”, disse.

Vacinação – A vacinação ocorrerá por etapas, estendendo-se gradativamente de acordo com as pautas de distribuição das doses de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. Na capital maranhense, os pontos de vacinação foram descentralizados, com drive-thru no São Luís Shopping e as escolas IEMA Rio Anil e Centro de Ensino de Tempo Integral João Francisco Lisboa (Cejol).

Na cidade de Imperatriz, o ponto de aplicação da vacina será o drive-thru instalado no Imperial Shopping. O Estado também apoia outros municípios na vacinação dos profissionais da educação.

Em Codó, a vacinação será no C.E Renê Bayma; em Caxias, no C.E Inácio Passarinho; em Timon, no C.E. Padre Delfino; em Açailândia, no C.E. Professora Norma Suely Mendes; em Paço do Lumiar, no Educa Mais Domingos Vieira; em São José de Ribamar, no Liceu Ribamarense; e em Bacabal, no C.E. Estado do Ceará.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação