Araçagi, Maiobão e Maracanã estão entre os povoados que pleiteiam emancipação política

0
376
DCIM100MEDIADJI_0143.JPG

Representantes de várias regiões do Maranhão participaram na manhã desta quarta-feira (21), no auditório Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa, da primeira assembleia deliberativa de fundação da Federação dos Comitês Pró-Emancipação do Estado do Maranhão (Fecopema).

Os debates sobre a emancipação de povoados maranhenses aconteceram durante todo o dia, com explanações sobre o funcionamento da federação, leitura e aprovação da proposta do estatuto da entidade, composição da chapa da diretoria e, ao final, a aprovação e posse da nova diretoria.

O presidente da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Social, deputado Dr. Yglésio (PDT), disse que a emancipação dos povoados tem que ser debatida com cautela e responsabilidade.

Atualmente, 28 distritos do Maranhão lutam pela emancipação, dentre eles, Maracanã, Maiobão e Vitória do Araçagy, localizados na Região Metropolitana de São Luís; Auzilândia, povoado de Alto Alegre do Maranhão; Belém do Maranhão, povoado de Tuntun; Novo Bacabal, de Bacabal, Palestina, de Brejo, dentre outros.

Comissão de Assuntos Municipais debate sobre emancipação de povoados

Palestra – O professor Ronald Chaves, que faz parte do Comitê Distrital Vitória do Araçagy, de São José de Ribamar, no primeiro momento da palestra deu orientações quanto às responsabilidades que os membros dos comitês terão quanto às suas atribuições. O segundo ponto foi sobre a importância  da municipalização e qual o objetivo  real do Projeto Emancipação Já.

“A gente precisa explicar para que a sociedade entenda que o projeto de emancipação vai muito além do que meramente criar municípios, e sim promover qualidade de vida. Dessa forma, a gente vai poder promover para as presentes e futuras gerações uma perspectiva de vida melhor”, disse o professor Ronald Chaves.

Domingos Rodrigues Silva, representante do Distrito Maracanã ao agradecer o apoio dado pelo legislativo estadual, através do deputado dr. Yglésio, afirmou que a luta pela emancipação dos povoados é mais do que justa.

“ Essas pessoas que aqui estão e as que não puderam vir querem o melhor para os seus distritos porque o poder público, o município-mãe, não consegue chegar até eles, muitas das vezes, devido à distância da sede. Então, imbuídos nesse sentimento de melhoria para as suas comunidades, é que estamos aqui nesse movimento. O apoio da Assembleia é fundamental nesse processo. Os deputados precisam se sensibilizar com a situação desse povo que precisa de uma melhoria dos serviços públicos”, pontuou Domingos Rodrigues Silva.

(Agência Alema)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui