Desfiles dos blocos tradicionais marcam programação da Passarela do Samba que continua até terça-feira

0
187

A chuva que caiu em São Luís, na noite deste sábado (22) não intimidou os foliões que marcaram presença na Passarela do Samba, no Anel Viário. A segunda noite da programação foi marcada pelo desfile dos blocos tradicionais dos grupos A e B. Com temas variados, os grupos exploraram em seus enredos causas sociais, a cidade de São Luís, além de homenagens o bloco Alegria do Ritmo lembrou da comunicadora e folclorista Helena Leite, morta em 2019.

A entrada do Carnaval da Passarela do Samba é gratuita e quem quiser acesso, em qualquer um dos cinco dias de programação, deve se dirigir à bilheteria do local, sempre a partir das 17h, onde serão entregues as pulseiras para entrada.

O secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, destacou que com o apoio do Governo do Estado, o Carnaval de São Luís vem crescendo a cada ano, entrando na rota nacional.

“O Carnaval da Passarela começou com muitas energias positivas, mesmo debaixo de um temporal, mostrando que é um Carnaval forte. E hoje, com a adição do circuito da Beira-Mar, da Madre Deus e do circuito do Bacanga, nós vamos fazer com que a festa de São Luís seja uma das maiores do país. Dessa forma, fortalecemos não só a cultura da nossa cidade, mas também a economia e a geração de empregos”, destacou o secretário Marlon Botão.

A festa na Passarela do Samba segue neste domingo (23) e segunda (24) com desfiles dos Blocos Organizados, Turmas de Samba e Escolas de Samba. Passam neste domingo (23) pela avenida as escolas Unidos de Fátima, Mocidade Independente da Ilha, Turma do Quinto, Turma da Mangueira e Favela do Samba.

Na segunda-feira (24) desfilam Terrestre do Samba, Túnel do Sacavém, Império Serrano, Marambaia e Flor do Samba. Grupos de Tambor de Crioula colocam todo mundo para dançar nos dias de Carnaval. Na terça-feira (25) começa com o cortejo das tribos de índio e desfile dos blocos afros. O encerramento da folia, no Baile Popular, fica por conta do grupo “As Brasileirinhas”, Serrinha do Maranhão e a Banda Mesa de Bar.

Na quarta-feira de cinzas (26), as apurações dos concursos serão realizadas no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, na Praia Grande, a partir das 10h.

Sábado – Um ponto alto da noite de sábado (22) foi o desfile do Bloco da Apae, composto por 78 jovens, adolescentes e adultos matriculados na Apae São Luís. O Bloco Tradicional da Apae foi formado em 1996, e desde 1997 marca presença no Carnaval da Passarela do samba.

“O nosso bloco tem mostrado, em todos esses anos, o potencial da pessoa com deficiência, e contribuído para a socialização e inclusão social de todos; esse é o verdadeiro papel da Apae São Luís. É um sentimento ímpar oportunizar esses jovens, adultos e crianças a participarem de um momento tão lindo da nossa cultura”, pontuou a gestora da Apae, Cristiane Diniz.

Além do bloco Alegria do Ritmo e do Bloco da Apae, outros 12 blocos tradicionais desfilaram na noite de sábado (22). O encerramento ficou por conta do grupo Os Baratas, que vem da Madre Deus, e este ano teve como tema “Na chuva de confete e serpentina, olá lá fofão, é o Carnaval dos baratinhas”.

Este ano, a Prefeitura ampliou a estrutura da Passarela do Samba, com instalação de 41 camarotes disponíveis à venda e ainda três camarotes para os jurados, além de arquibancada coberta com capacidade para um público de 10 mil pessoas a cada noite de programação, com acesso gratuito. A Passarela também conta com acessibilidade garantida para pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção, além de intérpretes de libras para garantir que todos possam aproveitar a programação.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Domingo (23)

Tenda do Tambor, com Tambor de Crioula Mocidade Independente (Mestre Nivô), Tambor de Crioula Oriente e Tambor de Crioula Ái Velho.

Desfile dos Blocos Organizados

  • 19h às 19h15 – Unidos do Porto Grande
  • 19h20 às 19h35 – Cobras das Estrelas
  • 19h40 às 19h55 – Beatos do Samba
  • 20h às 20h15 – Os Liberais
  • 20h20 às 20h35 – Unidos da Vila Isabel
  • 20h40 às 20h50 – Alegoria de Rua Corso da Melhor Idade da Madre Deus
  • 20h55 às 21h5 – Alegoria de Rua Tijupá

Desfile das Turmas de Samba

  • 21h10 às 21h25 – Ritmistas da Madre Deus
  • 21h30 às 21h45 – Fuzileiros da Fuzarca

Desfile das Escolas de Samba

  • 22h às 23h – Unidos de Fátima
  • 23h10 à 0h10 – Mocidade Independente da Ilha
  • 0h20 à 1h20 – Turma do Quinto
  • 1h30 às 2h30 – Turma da Mangueira
  • 2h40 às 3h40 – Favela do Samba

Segunda-feira (24), a partir das 18h.

Tenda do Tambor, com Tambor de Crioula Proteção Mirim II, Tambor de Crioula Tapera e Tambor de Crioula Um Canto de Amor a São Luís.

Desfile dos Blocos Organizados

  • 19h às 19h15 – Mocidade de Fátima
  • 19h20 às 19h35 – Canto Quente
  • 19h40 às 19h55 – Unidos da Vila Embratel II
  • 20h às 20h15 – Pau Brasil
  • 20h20 às 20h35 – Turma do Saco
  • 20h40 às 20h55 – Dragões da Madre Deus

Desfile das Turmas de Samba

  • 21h às 21h15 – Ritmistas de São José de Ribamar
  • 21h20 às 21h35 – Vinagreira do Samba

Desfile das Escolas de Samba

  • 22h às 23h – Terrestre do Samba
  • 23h10 à 0h10 – Túnel do Sacavém
  • 0h20 à 1h20 – Império Serrano
  • 1h30 às 2h30 – Marambaia
  • 2h40 às 3h40 – Flor do Samba

Terça-feira (25), a partir das 18h.

Tenda do Tambor, com Tambor de Crioula Um Degrau de Santa Luzia, Tambor de Crioula Raízes Africanas e Tambor de Crioula União de São Benedito (Vila São José).

Cortejo das Tribos de Índio

-Sioux, Upaon-Açu, TapiacaUhu, CurumiM, Kaiapó, Itapoã, Guarany, Tupiniquim, Carajás, Kamayaurá.

Desfile dos Blocos Afros

  • 19h – GDAM
  • 19h25 – AbiyêyêMaylô
  • 19h50 – Omnirá
  • 20h15 – Juremê
  • 20h40 – Abibimã
  • 21h05 – Officina Affro
  • 21h30 – Akomabu
  • 21h55 – Netos de Nanã
  • 22h20 – Didara

Encerramento

23h – Baile Popular, com As Brasileirinhas, Serrinha do Maranhão e Banda Mesa de Bar.

Quarta-feira (26)

Teatro Alcione Nazareth (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho), na Praia Grande.

  • 10h – Apuração de Concurso realizado na Passarela do Samba, dos Blocos Organizados
  • 14h – Apuração de Concursos realizados na Passarela do Samba, dos Blocos Tradicionais e Escolas de Samba.
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui