Fernando Collor anuncia sua candidatura a presidente da República

0
1389

Em pronunciamento nesta terça-feira (06), o senador Fernando Collor (PTC-AL) anunciou sua pré-candidatura à Presidência da República. Collor disse que ter convicção sobre qual o melhor rumo para o Brasil, da mesma forma tinha quando foi presidente em 1989.

Ao mencionar o período em que esteve à frente do Planalto, Collor defendeu medidas “progressistas e liberais”, capazes de promover as mudanças demandadas pela população. Para ele, a interação entre os setores público e privado é um “mandamento do Estado Moderno”.

O senador afirma que sua candidatura preencherá o vácuo político atual, no “centro democrático”, “por sua coragem, conhecimento, serenidade e disposição”.

“É essa maturidade adquirida em quase 40 anos de vida pública, aliada a todas as agruras e obstáculos por que passei, que me fizeram compreender que na política, em qualquer nível de entendimento, a menor distância entre dois pontos é aquela que oferece menor resistência”.

Presidente – Fernando Collor foi o presidente mais jovem da história do Brasil, eleito em 1989 aos 40 anos de idade. Foi o primeiro presidente eleito pelo voto direto do povo após o Regime Militar(1964/1985) e o primeiro a ser afastado temporariamente por um processo de impeachment no país.

Seu governo foi marcado pela implementação do Plano Collor e a abertura do mercado nacional às importações e pelo início de um programa nacional de desestatização. Seu Plano, que no início teve uma boa aceitação, acabou por aprofundar a recessão econômica, colaborada pela extinção, em 1990, de mais de 920 mil postos de trabalho e uma inflação na casa dos 1200% ao ano; junto a isso, denúncias de corrupção política envolvendo o tesoureiro de Collor, Paulo César Farias, feitas por Pedro Collor de Mello, irmão de Fernando Collor, culminaram com um processo de impugnação de mandato (impeachment).

O processo, antes de aprovado, fez com que o presidente renunciasse ao cargo em 29 de dezembro de 1992, deixando-o para seu vice Itamar Franco. Collor ficou inelegível durante oito anos.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação