BNB destina R$ 257 milhões à agricultura familiar no Maranhão

0
629

Os agricultores familiares do Maranhão receberam, em 2016, investimento total de R$ 257 milhões em recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), administrado pelo Banco do Nordeste. O crédito, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), alcançou famílias de agricultores e produtores rurais de todos os 217 municípios maranhenses.

Apesar da redução acentuada nas precipitações nos últimos anos (em 2016 as chuvas ficaram 30% abaixo do normal, de acordo com o Núcleo de Meteorologia Geoambiental da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA), o valor contratado aumentou 19,78% em relação a 2015, passando para R$ 257 milhões. A quantidade de operações cresceu 21,62%, totalizando 49.086 em 2016.

As áreas que mais demandaram crédito na pecuária foram: bovinocultura, suinocultura, caprinocultura e avicultura. Na agricultura: grãos, raízes e tubérculos, fruticultura e olericultura.

Segundo o superintendente estadual do BNB no Maranhão, Expedito Neiva, “a agricultura familiar tem uma participação importante na produção de alimentos não só no Maranhão, mas em todo o Brasil. Nesse sentido, o Banco do Nordeste tem dado todo o apoio ao segmento Pronaf, viabilizando a produção, a geração de renda, em resumo: garantindo a sustentabilidade do homem do campo”.

A expectativa do Banco do Nordeste para 2017 é investir mais de R$ 286 milhões na agricultura familiar maranhense, por meio do Pronaf.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação