Cerpa fecha acordo para produção da Cerveja Império em sua fábrica de Belém

0
255

Contrato, assinado por dois anos, prevê industrialização das cervejas da marca Império na planta da Cerpa na capital paraense

As cervejarias Cerpa e Cidade Imperial firmaram contrato de parceria para a industrialização da linha de cervejas Império na unidade fabril da Cerpa localizada em Belém (PA). O acordo tem validade de dois anos, e começou a ser costurado depois que a consultoria Ejafac, liderada por Elias Azevedo, foi contratada pela Cerpa (em junho deste ano).

“O acordo foi benéfico tanto para a Cerpa, quanto para a Cidade Imperial, como deve ser, em última análise, uma parceria. Inicialmente faremos a industrialização das cervejas da marca Império em nosso parque industrial de Belém, mas o acordo poderá ter desdobramentos que melhorarão a presença da Cerpa nas regiões Sul e Sudeste com uma futura parceria de distribuição”, comentou Azevedo. 

O acordo atende a necessidades complementares das duas empresas envolvidas. A Cidade Imperial tem registrado aumento da demanda por seus produtos da linha Império acima de sua capacidade de curto prazo de aumento de produção. A construção de uma nova unidade fabril na região Norte ou Nordeste, que atenda aos requisitos de qualidade da marca, pode demorar até dois anos.

A unidade fabril da Cerpa em Belém foi projetada para atender a uma demanda maior do que a atual, já prevendo a conquista de marketshare dos produtos Cerpa em todas as regiões do país. “O contrato com a Cervejaria Cidade Imperial garante melhor rentabilidade a nossa planta de Belém, até que nossos planos de reestruturação e de aumento de participação nos mercados do Sul e Sudeste estejam concluídos”, completou o executivo da Ejafac.

Luta Pará - O local onde é bastante conhecido pelas... | Facebook

Jutta Seibel, acionista majoritária e Presidente da Cerpa, acredita que o plano de reorganização da companhia esteja sendo bem executado, e também enxerga como positiva a assinatura do contrato com a Cervejaria Imperial. “O aumento de produção deve puxar, também, um aumento de produtividade. Esse ciclo virtuoso gera eficiência e fortalece os pilares da nossa empresa. Juntas pelos próximos dois anos, Cerpa e Cidade Imperial serão mais fortes”, analisa a acionista.

O advogado Glaucius Morais, diretor da Cervejaria Cidade Imperial e responsável pelas negociações com a Cerpa, vê a concretização desta parceria como o primeiro passo para que seja atingido o objetivo de consolidar a marca Império nas regiões Norte e Nordeste.

“A Cerpa tem um parque industrial de primeira linha, que atende às mais severas exigências de qualidade do mercado. Isso foi fundamental para a escolha da empresa como nossa parceira, já que a Cervejaria Cidade Imperial só produz cervejas de puro malte. A qualidade da água da região (a fábrica da Cerpa fica na região da Bacia Amazônica) também foi um fator decisivo na nossa escolha”, comentou Morais. As duas empresas não divulgarão os volumes de produção previstos na negociação.

Fundada em 1966 pelo imigrante alemão Konrad Karl Seibel, a Cerpa é uma das cervejarias mais tradicionais do Brasil. Baseada na bacia amazônica, a empresa aposta na pureza da água da região para garantir a fabricação de cervejas com o mais alto padrão de qualidade. Além da marca Cerpa Prime, líder em vendas da companhia, a Cerpa fabrica as cervejas Tijuca, Cerpa Export, Gold, Nevada e Draft Sound. A empresa também fabrica o energético Amazon Power e uma completa linha de refrigerantes Cola, Guaraná, Laranja, Uva e Limão.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação