Governador faz apelo para que a população não divulgue “fake news” sobre violência em São Luís

0
515
Polícia deflagra operação nos bairros de São Luís para tirar de circulação bandidos que estão intimidando a população

Governo lança ação para conter violência na região metropolitana

AQUILES EMIR

Diante do do bombardeio de notícias, falsas e verdadeiras, sobre a violência em São Luís, que já resultou em mais de dez mortes, de quinta (24) para sexta-feira (25), o governador Flávio Dino (PCdoB) postou nas redes sociais um apelo para que as pessoas não espalhem fake news. Ele se referia a uma notícia sobre um suposto assassinato na Praça Deodoro, que mais tarde o autor da informação, o jornalista Gilberto Leda, corrigiu e informou que tinha sido o acidente.

“Peço que não divulguem fake news sobre casos de violência. Não houve homicídio na praça Deodoro. Existe gente pegando fotos e vídeos antigos e de outros estados. A sociedade perde com isso, não é o governo que perde. A polícia está nas ruas e fazendo o seu trabalho”, disse o governador em sua página no Facebook. onde também informou que vem recebendo ameaças de morte.

Nesta sexta-feira (25), o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, informou que Polícia Militar e a Polícia Civil lançaram um conjunto de operações de combate, controle e prevenção da criminalidade na Região Metropolitana de São Luís, com policiais em diversos bairros, fazendo abordagens a pessoas, veículos e estabelecimentos comerciais.

As operações têm foco na contenção de crimes como homicídios, tráfico de drogas e assaltos a pessoas e veículos, entre outros. Segundo o secretário, as operações “vão continuar sem prazo de interrupção, com uma diferença: todos os chefes do sistema de Segurança estão nas ruas para amanhecer o dia em operação policial”.

Policiais militares fazendo abordagem no transporte coletivo

Ação reforçada – Na série de operações, está a Saturação, que consiste em mobilizar policiais na abordagem a pessoas – nos coletivos e veículos em geral; montagem de barreiras policiais; fiscalização de trânsito; e monitoramento ostensivo em pontos estratégicos mapeados como áreas de risco. 

“A Saturação atua para conter, desmobilizar e prevenir o crime”, reforça o coronel Alexandre Santos. Outra operação, a Cerco Total, destaca policiais em diversos pontos da Grande Ilha, com uso do rádio patrulhamento. São alvo bairros mapeados pela estatística onde há maior incidência de criminalidade. Os policiais realizam blitzen de trânsito, abordagens e fiscalização de veículos, bem como busca de armas, drogas e foragidos de Justiça. O policiamento atua motorizado e a pé.

O combate dos assaltos a ônibus são o foco da operação Catraca, outra ação da série neste fim de semana. O foco é garantir mais segurança para quem utiliza o transporte público e reduzir os assaltos a coletivos. O trabalho se faz por abordagens usando viaturas ou a pé; com policiais embarcados nos coletivos; em barreiras fixas, nas principais ruas e avenidas; ações investigativas nos terminais de integração. As demais operações da PM no fim de semana são Pontual, Ilha Segura, Duas Rodas e Inquietação.

(Com informações e imagens da Secap)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação