Marun cria crise entre Michel Temer e governadores do Nordeste

0
628
Presidente Michel Temer na cerimonia de posse do ministro Carlos Marun na Secretaria de Governo da presidencia da República. Brasilia, 15-12-17. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O ministro de Articulação Política, Carlos Marun (MDB-MS), provocou uma crise entre os governadores do Nordeste e o governo Michel Temer, ao declarar que verbas federais para os estados vão depender do apoio dos gestores ao projeto de reforma da Previdência Social.

Nesta quarta-feira (27), sete dos nove governadores nordestinos encaminharam uma carta ao presidente da República em que repudiam as declaração do ministro. Apenas Robison Faria (PSD), do Rio Grande do Norte, e Jackson Barreto (MDB), não assinaram o manifesto.

Leia a íntegra da carta divulgada pelos governadores do Nordeste:

Os governadores do Nordeste vêm manifestar profunda estranheza com declarações atribuídas ao Sr. Carlos Marun, ministro de articulação política. Segundo ele, a prática de atos jurídicos por parte da União seria condicionada a posições políticas dos governadores.

Protestamos publicamente contra essa declaração e contra essa possibilidade, e não hesitaremos em promover a responsabilidade política e jurídica dos agentes públicos envolvidos, caso a ameaça se confirme.

Vivemos em uma Federação, cláusula pétrea da Constituição, não se admitindo atos arbitrários para extrair alinhamentos políticos, algo possível somente na vigência de ditaduras cruéis. Esperamos que o presidente Michel Temer reoriente os seus auxiliares, a fim de coibir práticas inconstitucionais e criminosas.

Governadores do Nordeste

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação