Rodrigo Maia lança sua pré-candidatura a presidente da República

0
591

Em convenção nacional do Democratas, realizada nesta quinta-feira (08), em Brasília (DF), o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal, assumiu sua pré-candidatura a presidente da República este ano. Ele disse que seu principal compromisso será “desburocratizar e repactuar” o Brasil.

Empolgado com seu projeto, Rodrigo Maia afirmou que estará no segundo turno e que não há “plano B” para sua candidatura. “Eu estou no segundo turno, podem ter certeza”, declarou em entrevista a jornalistas

O deputado assume a condições de pré-candidato sem a obrigação de defender o legado do presidente Michel Temer (MDB). “A obrigação de defender o legado é do governo. Não é obrigação da minha candidatura. A minha candidatura quer representar um projeto para o futuro. Acho que só isso precisa ficar claro. Naquilo que eu acredito que foi feito ou que foi prometido e não foi feito ainda, no que eu acreditar que está certo eu vou defender”, disse.

Maia diz que sua candidatura é do centro e afirmou que apoia projetos sem radicalismos e que não tenham “visão atrasada” entre direita e esquerda. “Que o centro não seja apena um ponto entre a esquerda e a direita, mas seja um ponto de diálogo permanente. Esse é o projeto que quero defender”.

O deputado informou que para lançar sua candidatura ouviu pessoas próximas e resolveu assumir o desafio. “Assumo o desafio de construir, com o povo brasileiro, um pacto para rompermos o que há de velho e atrasado na política”.

Ao dizer que “aceita o desafio de ser o candidato da mudança”, Maia afirmou ainda que será preciso “ter coragem e firmeza para vencer o Brasil do faz de conta: o país doente, dominado por um estado atrasado, antigo e ineficiente”, sem “populismos irresponsáveis” e radicalismos. “Sem o antagonismo atrasado, retrógrado, ultrapassado entre direita e esquerda. Aceito ser o candidato do equilíbrio, da responsabilidade e da solidariedade”, disse. Ele afirmou que quer ser o candidato que “saberá ouvir a todos e dialogar com todas as correntes de pensamento”

Apoio – Maia recebeu apoio de colegas de partido e de presidentes de outras siglas como um novo nome que pode unir legendas e construir um “novo campo” político. Deputados, líderes e presidentes de diversos partidos, como PP, Avante, PHS, PR, PSC PRB e o MDB de Michel Temer passaram pela convenção, que elegeu o novo presidente do DEM, o prefeito de Salvador (BA), Antônio Carlos Magalhães Neto, o ACM Neto.

Na mesa dos trabalhos estavam, dentre outros, o senador Agripino Maia (RN), ex-presidente da legenda; o ministro da Educação, Mendonça Filho, e o senador Ronaldo Caiado, cotado para concorrer ao Governo do Goiás.

(Com do Congresso em Foco)

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação