Tecnologia da Lifan Motors ajuda a quebrar preconceito contra veículos de origem chinesa

0
1006

AQUILES EMIR

Mostrar que os veículos de origem chinesa são tão bons, ou mais, quanto a maiorias das marcas tradicionais do mercado automotivo mundial é um dos principais desafios da Lifan Motors com o lançamento de novos produtos no Brasil, dentre eles a SUV X60, apresentada no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro passado e que já está disponibilizada nas revendas da marca, com a chegada ainda no segundo semestre da versão câmbio automático.

Nesta terça-feira (31), o diretor de marketing da montadora, Luiz Zanini (no registro à direita), esteve em São Luís, onde ao lado do concessionário local, Carlos Gaspar, da Auvepar, falou dos avanços da marca no mercado nacional.

Segundo Zenini, apesar das dificuldades enfrentadas pelas marcas importadas, por conta da variação do dólar, a Lifan vem conseguindo uma expressiva parcela de mercado, tendo fechado 2016 com cerca 3,5 mil unidades vendidas, o que pode parecer pouco, porém levando-se em conta o fato a realidade do mercado, o fato de serem carros fabricados fora do país e estarem voltados para uma faixa de renda mais elevada, isto mostra o quanto a montadora vem conquistando o gosto do consumidor brasileiro. Além da X60, são exemplos de boa aceitação o Sedan 530 e o mini caminhão Foison.

Para o diretor de marketing da Lifan, uma das provas de que a qualidade desses veículos vem avançando deu-se no Salão do Automóvel quando foi apresentado a SUV X80, que deve chegar ao Brasil em 2018, e engenheiros de todas as grandes marcas foram conhecê-lo e testá-lo para chegarem à seguinte conclusão: “eles atingiram o nosso padrão”, ou seja, quase nada mais diferencia o carro chinês do japonês, do coreano, do norte-americano, do alemão etc.

Revenda – De acordo com o executivo, um dos maiores fatores que contribuíram para o crescimento da marca no Maranhão foi a nomeação de um novo concessionário, pois a Auvepar é dirigida por um empresário que está há 40 anos no mercado e sempre foi um campeão de vendas nos segmentos em que atuou e atua. A expectativa é que a marca continue avançando e seja mais disputada ainda pelo consumidor maranhense.

Zanini disse que o setor automotivo passa por um momento delicado, com quedas substanciais nas vendas, por isso acha que as instituições financeiras precisam facilitar o crédito a fim de que o consumidor possa ir às compras com mais determinação para trocar o atual veículo ou mesmo comprar o seu primeiro. Ele disse que neste quadro de crise, o segmento mais afetado foi o das marcas populares porque o seu público sofreu mais ainda com a falta de dinheiro circulante na praça.

Carlos Gaspar, por sua vez, frisou que tem tido um retorno satisfatório com a representação dessa marca e disse que ao assumir a concessão sabia que ela tinha tudo para melhorar mais ainda. Ele também acha que o setor enfrenta dificuldades, contudo aposta que com a estabilidade econômica as vendas voltarão a se aquecer e quem tiver produto de boa qualidade vai estar melhor preparado para vender mais.

 

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação