Apesar de candidatura rejeitada pelo TSE, Lula lidera pesquisa do BTG Pactual com 35%

0
1038

O Banco BTG Pactual divulgou nesta segunda-feira (03) a primeira pesquisa sobre intenções de votos para presidente da República após início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão e após a declaração de inelegibilidade do ex-presidente Lula (PT) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O levantamento foi feito pelo FSB por telefone junto a 2.000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Apesar de ter sua candidatura rejeitada, o ex-presidente aparece com 21% (cinco a menos que na semana anterior) na consulta espontânea, em que não são apresentados os nomes dos concorrentes. Neste cenário, Jair Bolsonaro (PSL) cresceu de 19% para 21%; Ciro Gomes (PDT) foi de 2% para 4%; Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) oscilaram de 2% para 3%; João Amoêdo (Novo) manteve 3%; Álvaro Dias (Podemos), 1%.

Os que não sabem ou não responderam passaram de 25% para 24%, os que não votariam em ninguém diminuíram de 15% para 14%, enquanto brancos e nulos se mantiveram em 5%.

No cenário em que os nomes dos candidatos são apresentados, Lula subiu de 35% para 37%; Bolsonaro tem 22%; Marina caiu de 9% para 5%; Ciro Gomes cresceu de  5% para 7%; Alckmin manteve os 6%; Álvaro Dias passou de 2% para 3%; e Amôedo manteve 4%.

Quando Fernando Haddad surge como substituto de Lula, Bolsonaro aparece com 24% (tinha 26% na pesquisa anterior);  Marina caiu de 15% para 11%; Ciro Gomes sobiu de 8% para 12%; Alckmin caiu de 9% para 8%; Haddad subiu de 5% para 6%; Amoêdo manteve os 4%; e Álvaro Dias, 3%. Não votaria em ninguém, 18%; não sabem/não responderam, 6%.

Potencial – No quesito potencial, em que o candidato é testado se poderia ser vota, Lula lidera com 53%, seguido por Bolsonaro e Marina empatados com 35%; Ciro com 34%; Alckmin com 27%; Haddad com 20%. Alvaro Dias tem 15%, Meirelles, 12%; Amoêdo, 11%; Vera Lúcia (PSTU) e Boulos (PSOL), empatados 6%; Cabo Daciolo (Patriota) e João Goulart Filho (PPL), também empatados com 5%; e José Maria Eymael (Democracia Cristã), 4% de intenção de voto.

Geraldo Alckmin tem maior rejeição, 63%; Marina aparece na sequência com 58%, Henrique Meirelles, 55%; Ciro Gomes e Bolsonaro têm 51%; e Lula, 46%.

(Com dados do InfoMoney)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui