Flamengo goleia Sport e se mantém líder da Série A, mas São Paulo continua na sua cola

0
369

O Flamengo fez nova vítima no Brasileirão 2018 e se manteve na liderança da Série A, mas o São Paulo não deixou se distanciar e continua na sua cola. Pela 16ª rodada, neste domingo (29), os cariocas levaram a melhor no confronto de rubro-negros e golearam o Sport do Recife por 4 a 1 no Maracanã, no Rio de Janeiro. Com o triunfo, a equipe chegou a 34 pontos e manteve dois de vantagem na ponta da tabela. Já o Leão amargou a quarta derrota consecutiva e segue com 19 pontos.

O Flamengo pressionou o Sport no início do jogo e não demorou muito para abrir o placar. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio de Diego, Réver dividiu pelo alto e completou na sobra para estufar as redes, 1 a 0. Antes do intervalo, o Leão respondeu e deixou tudo igual aos 43 minutos. Em jogada trabalhada, Claudio Winck apareceu como elemento surpresa e, de cabeça, empatou, 1 a 1.

Logo no início do segundo tempo, o Flamengo voltou a liderar o marcador. Aos dois minutos, Uribe ajeitou para Lucas Paquetá encher o pé, 2 a 1. Mortal, os donos da casa emplacaram um contra-ataque em velocidade aos cinco minutos e ampliaram. De fora da área, Éverto Ribeiro acertou acertou o ângulo e fez 3 a 1. Aos 18 minutos, Uribe deixou o dele e encaminhou a goleada por 4 a 1.

São Paulo vence o Cruzeiro no Mineirão

Tricolor – O São Paulo segue na cola do líder Flamengo. Neste domingo (29), pela 16ª rodada do Brasileirão 2018, o Tricolor se manteve próximo ao topo da tabela ao vencer o Cruzeiro por 2 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte. Com o triunfo fora de casa, o time paulista chegou a 32 pontos, dois a menos que o rubro-negro carioca. Com 24, a Raposa deixou o G-6 e caiu para a oitava posição.

Em casa, o Cruzeiro tomou a iniciativa do duelo. Bem-postado na defesa, o São Paulo segurou o ímpeto inicial da Raposa e saiu na frente. Em contra-ataque mortal, o Tricolor babriu o placar aos 26 minutos com Diego Souza, 1 a 0. A Celeste continuou com maior posse de bola, mas com dificuldades para furar a defesa paulista.

Na etapa final, o Cruzeiro teve a chance de empatar o confronto aos 27 minutos, mas não converteu a penalidade máxima em gol. O atacante Barcos foi para a cobrança e acertou o travessão. Apostando na velocidade, o São Paulo fechou o marcador aos 31 minutos. Livre de marcação, Everton recebeu de Reinaldo e sacramentou a vitória paulista por 2 a 0.

(Com dados da CBF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação